Artigo

«A Gaiola Dourada» tem entrada em grande nas salas portuguesas

Em apenas quatro dias, «A Gaiola Dourada» levou ao cinema cerca de 63 mil espetadores em Portugal, mais do que qualquer produção nacional de 2013 em todo o seu período de exibição.

Segundo dados do Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA), «A Gaiola Dourada», o filme francês sobre a comunidade portuguesa em Paris, levou 63.660 espectadores às salas de cinema nacionais nos seus primeiros quatro diaz em exibição, de 1 a 4 de agosto. Foi o filme mais visto do último fim-de-semana, passando à frente da outra estreia de grande público da semana, «Os Smurfs 2», que teve 51.153 espectadores no mesmo período.

Joaquim de Almeida e Rita Blanco interpretam o casal protagonista deste filme que marca a estreia na realização de longas-metragens do luso-descendente Ruben Alves, um retrato terno e bem-humorado da comunidade portuguesa em Paris. «A Gaiola Dourada» foi totalmente produzido em França e teve um sucesso fulgurante no hexágono, com mais de um milhão e 200 mil espetadores, tendo gerado reações muito emotivas entre os portugueses que por lá o viram.

Em Portugal, o filme foi amplamente promovido e teve estreia em 64 salas de todo o país. O número de espectadores que teve nos primeiros quatro dias ultrapassa o de qualquer filme produzido ou co-produzido em Portugal estreado em 2013 em todo o seu período de exibição. A película com participação nacional mais vista do primeiro semestre de 2013 foi «Comboio Noturno para Lisboa», com co-produção minoritária portuguesa, que teve cerca de 58 mil espetadores nas salas nacionais, menos cinco mil que «A Gaiola Dourada» nos primeiros quatro dias em cartaz.

Veja aqui imagens da antestreia do filme em Lisboa.

Comentários