Artigo

Terry Gilliam contra Paulo Branco: Vários processos em tribunal, uma rodagem em curso

A produtora de Paulo Branco diz que viu reconhecido em tribunal o contrato assinado com o realizador Terry Gilliam para a produção de O Homem que Matou Dom Quixote", que está a acabar a rodagem. Pandora da Cunha Telles, atual produtora do filme, já reagiu e garante que a rodagem continua.

O Tribunal da Grande Instância de Paris confirmou a validade do contrato entre a Alfama Films Production, de Paulo Branco, e o realizador Terry Gilliam, no projeto "The Man Who Killed Don Quixote" [O Homem que Matou Dom Quixote], informou a produtora em comunicado.

"A rodagem desse filme é por isso manifestamente ilegal e a sua exploração e/ou utilização das suas imagens não poderá, de modo algum, existir sem o acordo prévio da Alfama Films", acrescenta o texto.

Ao SAPO Mag, Pandora da Cunha Telles, da Ukbar Filmes, a produtora com que Terry Gilliam trabalhou durante a rodagem em Portugal, rejeitou as conclusões do comunicado.

"O Tribunal Francês nega a Paulo Branco a paragem da rodagem do filme 'O Homem Que Matou Dom Quixote! A rodagem avança! Paulo Branco luta contra moinhos de vento. Não tem direitos sobre Don Quixote. Hoje os tribunais franceses foram determinantes em rejeitar o pedido expresso que Paulo Branco havia feito para parar a rodagem em curso tal como o processo de financiamento do filme junto do fundo Eurimages", salientou.

"A rodagem continua assim em Espanha depois de três semanas em Portugal. Atualmente a produtora Alfama está a enfrentar processos nos Tribunais em Espanha, Inglaterra e Portugal. Apesar de tudo, o filme avança, as imagens são incríveis e aclamadas pelos compradores internacionais no Festival de Cannes que viram o primeiro promo de 6 minutos", conclui a produtora.

A agência Lusa apurou junto de fonte da produção internacional que existem a correr vários processos em tribunal contra Paulo Branco, em Espanha e no Reino Unido por causa do mesmo filme.

A coprodução entre Portugal, Espanha, França, Bélgica e Inglaterra, tem um orçamento total de 16 milhões de euros.  Em Portugal, trabalharam mais de 500 profissionais e foi feito um investimento de 1,2 milhões de euros.

Apesar de não existir data de estreia, a distribuição nacional já está assegurada pela NOS, mas Paulo Branco garante que os direitos para tal estão ainda bloqueados.

O elenco do filme inclui o ator norte-americano Adam Driver, o britânico Jonathan Pryce, o sueco Stellan Skarsgard, a atriz ucraniana Olga Kurylenko, a espanhola Rossy de Palma e a portuguesa Joana Ribeiro, além de centenas de figurantes locais.

O projeto esteve para ser uma produção de Paulo Branco, que não avançou por problemas de financiamento, o que levou a uma zanga pública com o realizador norte-americano Terry Gilliam, que o tenta fazer há quase 20 anos.

Com argumento de Terry Gilliam e Tony Grisoni, "O Homem que Matou Dom Quixote" é uma transposição do conhecido romance de Miguel Cervantes para a atualidade.

Comentários