Artigo

Amar-te-ei até te matar: os pares do cinema que se detestavam na vida real

Foram pares românticos intensos no grande ecrã e ficaram para a história, mas na vida real detestavam-se quando as câmaras não estavam a rodar.

Histórias de egos em competição ou perfecionismo levado extremo circularam ainda antes da Internet e das notícias 24 horas tornarem tudo mais rapidamente do domínio público, mas existe um capítulo muito especial sobre confrontos épicos durante as rodagens.

No grande ecrã viveram histórias de amor intensas e os filmes ficaram, quase todos, para a história do cinema, mas a verdade é que quando as câmaras não estavam a rodar, os atores não se falavam e, se pudessem, até evitavam contracenar juntos.

Recordamos casos famosos em que o desprezo, temporário ou eterno, deixou de ser segredo e, em algumas situações, foi tão grande que acabou confirmado por alguns dos envolvidos.

Comentários