Artigo

«Argo» é o grande vencedor dos prémios britânicos Bafta

Ben Affleck voltou a sair vencedor de uma noite entrega de prémios, desta vez os britânicos Bafta, em que conquistou os troféus de Melhor Filme e Realização. «007 - Skyfall» também saiu vitorioso e Emmanuelle Riva foi a surpresa da noite.

Tudo se parece alinhar para a vitória de «Argo» na próxima cerimónia de entrega dos Óscares: após a conquista do Globo de Ouro e dos galardões do Sindicato dos Produtores e do Sindicato dos Atores, o filme de Ben Affleck acaba agora de triunfar nos BAFTA, os galardões atribuídos pela Academia Britânica de Cinema, com os troféus de Melhor Filme (co-produzido por George Clooney e Grant Heslov), Melhor Realizador e Melhor Montagem. O grande mistério parece ser quem vai ganhar o Óscar de Melhor Realização, uma vez que Affleck não está sequer nomeado nessa categoria, apesar de estar a receber a maioria dos prémios da especialidade.

«007 - Skyfall» também foi um dos vencedores da noite ao ganhar o Bafta para Melhor Filme Britânico, referente ao ano em que a saga de James Bond completa 50 anos no cinema.

Nas categorias de atuação só houve uma grande surpresa: o Bafta de Melhor Atriz foi para Emmanuelle Riva, que não esteve presente, pelo filme falado em francês «Amor». De resto, os troféus foram para os vencedores que todos adivinhavam: Daniel Day-Lewis ganhou como Melhor Ator por «Lincoln» (o único prémio do filme que entrou na cerimónia com maior número de nomeações, nada menos que dez), Anne Hathaway como Melhor Atriz Secundária por «Os Miseráveis» e Christoph Waltz como Melhor Ator Secundário por «Django Libertado».

Este último filme valeu ainda o Bafta de Melhor Argumento Original a Quentin Tarantino, indo o troféu de Melhor Argumento Adaptado para David O. Russell pelo filme que também realizou, «Guia para um Final Feliz».

Sem surpresa, tendo em conta todas as outras cerimónias de entregas de prémios, «Amor» venceu como Melhor Filme Não Falado em Inglês e «Searching for Sugar Man» como Melhor Documentário. Mais inesperada foi a vitória de «Brave - Indomável» como Melhor Longa-Metragem de Animação, um galardão que nesta categoria mais vezes tem ido para «Força Ralph» ou «Frankenweenie».

A cerimónia foi apresentada por Stephen Fry e, no final, Alan Parker venceu o prémio de carreira.

Eis a lista completa de vencedores dos Bafta.

Melhor Filme: «Argo»

Melhor Filme Britânico: «007 - Skyfall»

Melhor Estreia de um Argumentista, Realizador ou Produtor Britânico: Bart Layton (Realizador) e Dimitri Doganis (Produter) de «The Imposter»

Filme em Língua Não Inglesa: «Amor»

Documentário: «Searching For Sugar Man»

Filme de Animação: «Brave - Indomável»

Realizador: Ben Affleck - «Argo»

Argumento Original: Quentin Tarantino - «Django Libertado»

Argumento Adaptado: David O. Russell - «Guia para Um Final Feliz»

Melhor Ator: Daniel Day-Lewis - «Lincoln»

Melhor Atriz: Emmanuelle Riva - «Amor»

Ator Secundário: Christoph Waltz - «Django Libertado»

Atriz Secundária: Anne Hathaway - «Os Miseráveis»

Música Original: «007 - Skyfall» - Thomas Newman

Fotografia: «A Vida de Pi» - Claudio Miranda

Montagem: «Argo» - William Goldenberg

Direção Artística: «Os Miseráveis» - Eve Stewart, Anna Lynch-Robinson

Guarda-Roupa: «Anna Karenina» - Jacqueline Durran

Caracterização: «Os Miseráveis - Lisa Westcott

Som: «Os Miseráveis» - Simon Hayes, Andy Nelson, Mark Paterson, Jonathan Allen, Lee Walpole, John Warhurst

Efeitos Visuais: «A Vida de Pi» - Bill Westenhofer, Guillaume Rocheron, Erik-Jan De Boer

Curta-Metragem de Animação: «The Making Of Longbird»

Curta-Metragem de Imagem Real: «Swimmer»

Premio Revelação (votado pelo público): Juno Temple

Comentários