Artigo

Argumento do próximo James Bond roubado em ataque informático

Um rascunho de «Spectre» foi roubado à Sony Pictures, confirmaram os produtores. Também foram reveladas comunicações sobre preocupações com a história e o orçamento do filme.

Uma versão do argumento do próximo filme de «James Bond», «Spectre», foi roubada no grande ataque informático contra a Sony Pictures, anunciaram este domingo os produtores do filme.

«A primeira versão do argumento está entre o material furtado e divulgado pelos hackers que invadiram o sistema da Sony Pictures», indicou a empresa britânica que produz os filmes de Bond, Eon Productions.

A Eon assinalou que o argumento está protegido por direitos de autor e advertiu que irá tomar as medidas necessárias em caso de uso indevido do documento.

Recorde-se que a Sony Pictures admitiu que foi vítima de «um roubo muito importante de informações confidenciais», que especialistas atribuíram a «hackers» de ou ao serviço da Coreia do Norte.

Devido a este ato de pirataria, cinco filmes do estúdio foram parar à Internet e foram roubados dados pessoais, entre eles o endereço e número do segurança social de 47 mil funcionários e outras pessoas ligadas à Sony Pictures.

O anúncio da Eon Productions acontece dias após a apresentação do elenco de «Spectre». Documentos anteriores que chegaram ao domínio público revelaram os esforços do estúdio para cortar no orçamento do projeto, que ultrapassava uns astronómicos 300 milhões de dólares e seria o mais caro de sempre, bem como a «enorme desilusão» com a parte final da história.

De acordo com a descrição de vários responsáveis, o clímax precisaria «de uma reviravolta e não de uma série de perseguições banais com armas».

Os documentos internos referiam ainda que mais argumentistas tinham sido chamados para ajudar os veteranos Neal Purvis e Robert Wade, que escreveram «Skyfall», a fazer grandes mudanças no enredo do filme, que estaria a ser aperfeiçoado no início de novembro, a escassas semanas do início da rodagem.

Comentários