Artigo

As muitas caras de Johnny Depp

Do pirata Jack Sparrow ao camaleão Rango, passando pelo barbeiro Sweeney Todd, o realizador Ed Wood e o cientista Will Caster de «Transcendence», Johnny Depp já teve as dezenas de rostos cinematográficos que aqui recordamos.

Só os sete filmes que já fez com Tim Burton, de «Eduardo Mãos de Tesoura» a «Sombras da Escuridão» já dão um bom exemplo da imensa variedade de rostos que o camaleónico Johnny Depp tem assumido ao longo dos seus trinta anos de carreira no cinema.

Ao percorrer as cerca de 40 películas da sua filmografia, desde o primeiro «Pesadelo em Elm Street» em 1984 até «Transcendence - A Nova Inteligência», que acaba de estrear, é visível que a variedade imensa de personagens que o ator tem encarnado parece querer desafiar continuamente a imagem de «sex-symbol» que lhe tem sido colada à pele. Tresloucadas, bizarras, sedutoras e sumamente fascinantes, são quatro dezenas de figuras que comprovam a enorme amplitude de registos do intérprete.



Comentários