Artigo

Baile dos Vampiros quer afirmar-se como «grande festa temática do cinema»

É o evento que a marca o fim do Fantasporto e já faz parte da tradição boémia da Invicta. Este ano o Baile dos Vampiros volta a inspirar-se nas bandas sonoras do cinema que vão ser escolhidas por The Legendary Tiger Man, DJ Kitten e Wag.

Uma «grande festa temática» dedicada ao cinema. É assim que o Baile dos Vampiros quer afirmar-se, explica ao SAPO Cinema João Dorminsky, responsável pela organização do evento, que decorre pela segunda vez no Hard Club, no próximo sábado.

No ano passado, o baile foi dedicado às bandas sonoras, o conceito resultou e este ano volta a ser explorado. A começar pela música, numa viagem que arranca na década de 60 e vai até aos dias de hoje, até ao dress code da festa (personagens de filmes) tudo tem que ver com a Sétima Arte.

O baile é uma oportunidade para muitos cinéfilos, e não só, «sacudirem o pó da fantasia» e encarnarem os seus personagens favoritos. «No ano passado tivemos muitos mascarados», lembra João Dorminsky.

A abrir o baile, The Legendary Tiger Man, o alterego de Paulo Furtado, vai fazer girar os discos com bandas sonoras das décadas de 60 e 70, «uma escolha natural face à dimensão cinematográfica e às influências do músico», diz João Dorminsky.

Continuando a viagem, já nos anos 80, João Vieira regressa como Dj Kitten. O vocalista dos X-Wife, que este ano celebram 10 anos de carreira, volta a vestir a pele de DJ na noite de sábado.

Os anos 2000 e a passagem do século XX para o XXI ficam à responsabilidade de Wag, alterego de Daniel Moreira, que vai encerrar a noite com hip-hop e dubstep.

O Baile dos Vampiros começa às 23h59 no Hard Club no dia 9 de março, sábado. Os bilhetes custam 10 euros.

Comentários