Artigo

«Birdman» e «Grand Budapest Hotel» campeões nas nomeações para os Óscares

«O Jogo da Imitação», Sniper Americano» e «Boyhood» são outros dos mais nomeados.

Foram reveladas às 13h38 (hora em Lisboa), quando eram 5h30 em Los Angeles, as nomeações para os Óscares.

Quebrando uma tradição, todas as nomeações para as 24 categorias dos Óscares foram anunciadas durante a transmissão televisiva com os realizadores J.J. Abrams («Star Wars: O Despertar da Força») e Alfonso Cuarón («Gravidade»), o ator Chris Pine e a presidente da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas Boone Isaacs.

Os nomeados para melhor filme são «Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)» (9 nomeações), «Boyhood - Momentos de uma Vida» (6), «Grand Budapest Hotel» (9), «O Jogo da Imitação» (8), «Selma - Marcha Para a Liberdade» (2), «Sniper Americano» (6), «A Teoria de Tudo» (5) e «Whiplash - Nos Limites» (5).

São oito os nomeados para melhor filme, mas a lista não inclui «Foxcatcher», que está nomeado pela realização de Bennett Miller: é a primeira vez que existe essa omissão desde que o número de nomeados para melhor filme cresceu até aos 10 possíveis.

Miller é mesmo o único «outsider» na realização, pois os outros candidatos também viram os filmes nomeados para o principal Óscar: Alejandro González Iñárritu («Birdman»), Richard Linklater («Boyhood»), Wes Anderson («Grand Budapest Hotel») e Morten Tyldum («O Jogo da Imitação»). Qualquer que seja o vencedor será a sua primeira vez.

Os nomeados para melhor ator são Bradley Cooper («Sniper Americano»), Benedict Cumberbatch («O Jogo da Imitação»), Michael Keaton («Birdman»), Eddie Redmayne («A Teoria de Tudo») e Steve Carell («Foxcatcher»).

Para Cooper, esta é, depois de «Guia para um Final Feliz» (12) e «Golpada Americana» (13), a terceira nomeação consecutiva, o que o coloca ao nível de Spencer Tracy, Gregory Peck, Marlon Brando, Richard Burton, Al Pacino, Jack Nicholson e Russell Crowe. Todos os outros fazem a sua estreia nos Óscares.

Nas atrizes foram escolhidas Marion Cotillard («Dois Dias, Uma Noite»), Felicity Jones («A Teoria de Tudo»), Julianne Moore («O Meu Nome é Alice»), Rosamund Pike («Em Parte Incerta») e Reese Witherspoon («Livre»). Com a entrada de Cotillard, Jennifer Aniston será uma das grandes desiludidas. Felicity Jones e Rosamund Pike estreiam-se nas nomeações.

Entre os secundários existem menos surpresas. Nos atores encontramos o veterano Robert Duvall por «O Juiz», que, com 84 anos, é o mais velho entre todos os nomeados (é a sua sétima nomeação, ganhou como melhor ator em 83), Ethan Hawke («Boyhood»), Edward Norton («Birdman»), Mark Ruffalo («Foxcacther») e J.K. Simmons («Whiplash»), este último o único que nunca foi nomeado.

Nas atrizes estão Patricia Arquette («Boyhood»), Keira Knightley («O Jogo da Imitação»), Emma Stone («Birdman»), Laura Dern («Livre») e Meryl Streep («Caminhos da Floresta»). Esta última atinge 19 nomeações e aumenta o recorde de nomeações que já lhe pertencia. Patricia Arquette e Emma Stone conseguem as primeiras nomeações. Com a entrada de Dern, terá sido sacrificada Jessica Chastain por «Um Ano Muito Violento».

Precisamente entre os sacrificados estão «Em Parte Incerta», de David Fincher - que apenas conseguiu entrar com a atriz Rosamund Pike e é mesmo o maior derrotado entre os grandes filmes dos estúdios -, «Invencível», de Angelina Jolie - presente nas categorias técnicas -, «Selma» - reduzido a melhor filme e canção - e «Nightcrawler - Repórter na Noite» - não conseguiu nomeações para filme, Jake Gyllenhaal e Rene Russo.

A categoria de Melhor Filme de Animação inclui também outra das ausências mais surpreendentes deste dia: «O Filme Lego», considerado o favorito, ficou mesmo de fora, entrando «Song of the Sea», do Tom Moore, que já tinha conseguido a nomeação com «The Secret of Kells», e «The Tale of Princess Kaguya», de Isao Takahata, do lendário estúdio japonês Ghibli. Os outros nomeados não constituem novidade: «Big Hero 6 - Os Novos Herói» e «Como Treinares o Teu Dragão 2».

Para Melhor Filme Estrangeiro estão, como se esperava, «Ida» (Polónia), «Leviatã» (Rússia) e «Relatos Selvagens» (Argentina), mas também «Timbuktu» e «Tangerines», assinalando a estreia da Mauritânia e Estónia nesta categoria.

O compositor Alexandre Desplat, que já foi candidato seis vezes sem nunca ter ganho, conseguiu mais duas nomeações para melhor banda sonora com «Grand Budapest Hotel» e «O Jogo da Imitação» e perfila-se como o favorito na categoria.

A cerimónia, transmitida em Portugal pela SIC, será a 22 de fevereiro com apresentação de Neil Patrick Harris.

Comentários