Artigo

«Boyhood» e «Grand Budapest Hotel» triunfam nos Globos de Ouro

«Boyhood» foi o grande vencedor nas categorias de cinema da 72.ª edição dos Globos de Ouro, ao arrecadar três prémios, com «Birdman» e «A Teoria de Tudo» a conseguirem dois galardões. «Grand Budapest Hotel» foi a surpresa da noite.

Melhor Filme (Drama), Melhor Realizador para Richard Linklater e Melhor Atriz Secundária para Patricia Arquette foram os três Globos de Ouro conquistados hoje por «Boyhood - Momentos de Uma Vida», o grande vencedor da 72.ª edição dos prémios promovidos pela Associação de Imprensa Estrangeira sedeada em Hollywood e entregues no hotel Beverly Hilton, em Los Angeles. Linklater destronou o realizador mexicano Alejandro González Iñárritu ( «Birdman»), Wes Anderson ( «Grand Budapest Hotel»), Ava DuVernay ( «Selma») e David Fincher ( «Em Parte Incerta»). Mas a grande surpresa da noite foi mesmo «Grand Budapest Hotel» que conquistou o Globo de Melhor Filme na categoria de Comédia ou Musical, batendo assim o favorito «Birdman».

Nas categorias de Drama, Eddie Redmayne arrecadou o prémio de Melhor Ator por «A Teoria de Tudo», passando à frente de nomes tão fortes como Benedict Cumberbatch ( «O Jogo da Imitação»), Steve Carell ( «Foxcatcher»), Jake Gyllenhaal («Nightcrawler - Repórter na Noite») e David Oyelowo ( «Selma») ). Já na categoria de Melhor Atriz, não houve surpresas: Julianne Moore voltou a ser a vencedora com «O Meu Nome é Alice», pelo desempenho de uma mulher com a doença de Alzheimer.

Também sem surpresas foi a vitória de J.K.Simmons como Melhor Ator Secundário por «Whiplash - Sem Limites», na sequência do que sucedeu na maioria das entregas de prémios de cinema da temporada.

Nas categorias de Comédia ou Musical, Michael Keaton recebeu o prémio de Melhor Ator pelo seu papel no filme «Birdman (ou a Inesperada Virtude da Ignorância)», nomeado em sete categorias, e Amy Adams surpreendeu ao ser distinguida como Melhor Atriz por «Olhos Grandes», de Tim Burton.

No campo da animação também houve surpresas, com «Como Treinares o Teu Dragão 2» a arrecadar Globo de Ouro de Melhor Longa-Metragem de Animação aos favoritos «Big Hero 6 - Os Novos Heróis» e «O Filme Lego». Também surpreendente foi a vitória do russo «Leviathan» na categoria de Melho Filme Estrangeiro à frente do favorito «Ida».

Já nas categorias de televisão, «The Affair», «Fargo» e «Transparent» repartiram a glória com dois galardões cada um. «The Affair» conseguiu, na reta final da cerimónia, os troféus de Melhor Série e Melhor Atriz ( Ruth Wilson) nas categorias de Drama, batendo assim séries muito mais populares como «The Good Wife», «Guerra dos Tronos», «Downton Abbey» e «House of Cards». Esta última, ainda assim, valeu a Kevin Spacey o primeiro Globo de Ouro da sua carreira após oito nomeações, como Melhor Ator em Série Dramática.

«Fargo» também surpreendeu ao bater «True Detective» na categoria de Melhor Mini-Série ou Telefilme, com o seu protawgonista, Billy Bob Thornton, a conquistar o Globo de Melhor Ator nessa categoria.

«Transparent» tornou-se a primeira série da Amazon a conquistar um Globo de Ouro, o de Melhor Série de Comédia, com Jeffrey Tambor a merecer também o galardão para Melhor Ator pela interpretação de um transexual.

Joanne Froggatt, que interpreta a criada Anna em «Downton Abbey», recebeu o Globo de Melhor Atriz Secundária em Série, Minisérie ou Telefilme, e sublinhou as cartas que tem recebido de vítimas de violação como resposta ao que sucede à sua personagem nas últimas temporadas.

Apesar do humor constante das anfitriãs Tina Fey e Amy Poehler, que não se coibiram de fazer piadas ao ciber-ataque à Sony e às polémicas que têm envolvido Bill Cosby, a cerimónia teve um tom mais sombrio pelas várias mensagens de recorte político e social dos vencedores.

A mais importante delas foi, naturalmente, a de George Clooney, agraciado com o prémio Cecil B. DeMille, que reconhece uma contribuição destacada para o mundo do entretenimento. O ator destacou a marcha de solidariedade provocada pelo massacre na redação do «Charlie Hebdo», sublinhando que «eles não caminharam em protesto, caminharam para apoiar da ideia que nós não caminhamos pelo medo».

Os Globos de Ouro, prémios do cinema e da televisão atribuídos pela associação de imprensa estrangeira sedeada em Hollywood, são vistos habitualmente como uma antecâmara dos Óscares, cujos nomeados vão ser anunciados na próxima quinta-feira.

Confirme aqui a lista completa de vencedores dos Globos de Ouro.

As estrelas desfilam na passadeira vermelha



Os vencedores da noite



Saiba mais sobre a ovação de pé de homenagem às vítimas de Paris e a tomada de posição de George Clooney.

Saiba aqui tudo sobre a temporada de prémios de cinema.

Comentários