Artigo

«Boyhood» é o melhor filme do ano para críticos de Nova Iorque

Filme de Richard Linklater ganhou vários prémios, confirmando-se como um dos incontornáveis da temporada.

O Círculo de Críticos de Nova Iorque, composto por jornalistas dos grandes jornais, revistas e publicações relevantes «online», considerou «Boyhood - Momentos de Uma Vida» o melhor filme de 2014, em votação feita ao fim da tarde desta segunda-feira.

A produção recebeu ainda os prémios de melhor realização para Richard Linklater e atriz secundária para Patricia Arquette.

A distinção não é uma surpresa pois o grupo é conhecido por escolher filmes de cariz mais independente e menos «comercial» (ainda que no ano passado tenha dado três prémios a «Golpada Americana»). A questão era apenas se os votantes se inclinariam para «Boyhood» ou «Grand Hotel Budapeste», de Wes Anderson, «Birdman», de Alejandro González Iñárritu e «Inherent Vice», de Paul Thomas Anderson; apenas «Grand Hotel Budapeste» conseguiu um prémio, para o argumento de Wes Anderson.

Timothy Spall por «Mr. Turner», que fora premiado no Festival de Cannes, foi votado o melhor ator, aumentando assim a visibilidade numa categoria bastante competitiva em que até agora não era visto como um dos premiáveis. Por sua vez, Marion Cotillard foi distinguida como melhor atriz por «A Emigrante» e «Dois Dias, Uma Noite».

J.K. Simmons foi escolhido como melhor secundário por «Whiplash», confirmando ser o grande favorito na sua categoria nesta temporada.

«O Filme Lego», «Ida» (Polónia) e «Citizenfour» foram votados o melhor filme de animação, estrangeiro e documentário respetivamente.

Comentários