Artigo

Cameron Diaz e Michael Bay eleitos os piores de 2014

«Kirk Cameron’s Saving Christmas» foi ainda eleito o pior filme pelos Razzies Awards, que distinguem os desastres cinematográficos do ano, mas o musical «Annie» também não foi esquecido.

Na véspera dos Óscares são atribuídos os Golden Raspberry Awards, mais conhecidos como Razzies, a divertida tradição anual de premiar com muito humor os piores filmes do ano.

Na 35ª edição, Cameron Diaz foi considerada a pior atriz de 2014 pelos seus filmes «Não Há Duas Sem Três» e «Sex Tape - O Nosso Vídeo Proibido», enquanto Michael Bay voltou a ser recordado como o pior realizador graças a «Transformers: Era da Extinção».

Apesar de mais mediáticos, os dois artistas acabaram por ser ofuscados pelo domínio de «Kirk Cameron’s Saving Christmas», uma comédia cristã sobre o Natal inédita em Portugal protagonizada por, claro, Kirk Cameron, distinguida como o pior desastre cinematográfico do ano passado.

O ator, que alguns espectadores nacionais talvez recordem de ver ainda adolescente na série «Growing Pains» (1985-92), foi considerado o pior do ano e ainda viu ainda a sua mediocridade receber o prémio de pior combinação no ecrã: ele próprio e o seu ego. O argumento também não foi esquecido.

Os Razzies atribuíram o prémio de pior «remake» ao musical «Annie», onde Diaz também surge ao lado de Jamie Foxx e Quvenzhané Wallis, enquanto nos piores atores secundários dominaram Megan Fox, graças a «Tartarugas Ninja: Heróis Mutantes» e Kelsey Grammer, por nada menos do que quatro filmes: «Os Mercenários 3», «Transformers: Era da Extinção», «Think Like a Man Too» e «Legends of Oz: Dorothy's Return».

Nenhum dos premiados compareceu na festa que se realizou no The Montalbán, em Hollywood, muito perto do local onde serão entregues os prémios da Academia. Os Razzies são votados por cerca de 800 membros nos EUA e outros 15 países.

A única excepção é a nova categoria para assinalar a «redenção» de antigos premiados, reconhecendo assim a melhoria da qualidade do seu trabalho, votada pelos utilizadores do site Rotten Tomatoes.

A primeira distinção foi para Ben Affleck, que passou de «Duro Amor», a pior comédia de 2003 que fez com Jennifer Lopez, para «Argo» e «Em Parte Incerta». Apropriadamente, o anúncio foi feito por Rose Pacatte, freira e crítica de cinema.

Comentários