Artigo

Cenas violentas triplicam em filmes para adolescentes desde 1985 nos EUA

A violência com armas de fogo que pode ser vista em filmes por crianças menores de 13 anos triplicou desde 1985 nos EUA, o ano em que começou a ser aplicado um sistema de classificação etária, segundo um estudo recentemente publicado.

Estes filmes, classificados como «PG-13» («Parents Strongly Cautioned» - Aviso aos pais de que o filme tem material que pode ser inapropriado para crianças com menos de 13 anos), continham em 2011 e 2012 muito mais cenas violentas com armas de fogo que aqueles destinados aos adultos e classificados como «R» («Restricted», pessoas com menos de 17 anos só podem entrar quando acompanhadas por um adulto) durante o mesmo período, lamentam os autores do estudo. Além disso, esses filmes foram os mais populares nos últimos anos.

«É surpreendente ver esta explosão de violência com armas em filmes que são, na maior parte, dirigidos diretamente a um público adolescente», considera Brad Bushman, professor de comunicação e psicologia da Universidade de Ohio, principal coautor do estudo publicado online pela revista americana Pediatrics. Esta tendência nos filmes dirigidos a adolescentes é preocupante, porque múltiplas pesquisas demonstraram que a presença de uma imagem ou de uma arma aumenta a agressividade de uma pessoa em relação às outras.

A classificação PG-13 nos Estados Unidos adverte os pais para o fato de que certas cenas podem ser desaconselháveis a melhores de 13 anos, mas não devem nunca conter a violência própria dos filmes catalogados como «R» e reservados aos adultos (de mais de 17 anos), segundo revela Brad Bushman. «Parece que os filmes que contêm cenas de sexo caem com mais frequência na categoria (de filmes) restritos aos adultos que os que contêm violência», acrescenta.

Os investigadores analisaram 915 filmes que estrearam entre 1950 e 2012 e que estavam entre os 30 mais populares a cada ano neste período de 62 anos. Encontraram cenas de cinco minutos de violência interpretadas por cada um dos personagens e determinaram se utilizavam armas de fogo.

De modo geral, descobriram que as cenas de violência quase quadruplicaram entre 1950 e 2010. Desde 1985, ano em que começaram as classificações de filmes nos Estados Unidos, 94% dos 367 filmes continham ao menos uma sequência de mais de cinco minutos de violência, determinou o estudo. No total, estes filmes continham 700 cenas de violência com armas de fogo.

Nos filmes reservados a adultos, o número médio de cenas de violência com armas de fogo permaneceu quase igual (1,54 cena por hora) de 1985 a 2010. No entanto, os filmes classificados como PG-13 não continham quase nenhuma cena de violência com armas em 1985. Mas a partir deste período a frequência das cenas violentas começou a aumentar e acelera-se desde 2005.

Comentários