Artigo

Channing Tatum detesta o filme que o tornou uma estrela

Em entrevista a Howard Stern, a estrela confessou que não tem boas memórias de «G.I. Joe - O Ataque dos Cobra».

Desde reconhecer que estava péssimo em «Step Up» ou confirmar que não sabia o que se passava em «Ascensão de Júpiter», Channing Tatum continua a ser bastante franco durante a promoção de «Magic Mike XXL», o seu novo filme, por estes dias nos EUA.

O encontro com Howard Stern no seu programa de rádio produziu mais um número considerável de citações.

A maior terá sido a de que se sente embaraçado e detesta «G.I. Joe - O Ataque dos Cobra», o seu filme de 2009 que o tornou efetivamente uma estrela de cinema.

«Vou ser honesto. Odeio esse filme. Odeio esse filme. Fui empurrado para o fazer», recordou, recorrendo a uma expressão em inglês muito mais gráfica.

O ator acabou por explicar que o estúdio Paramount lhe propôs um contrato de três filmes após fazer «Treinador Carter» (2005). E sendo um jovem ator a lutar por visibilidade, a oferta pareceu espantosa e irrecusável.

Com a passagem dos anos, Tatum fez outros papéis e ganhou maturidade. Quando o estúdio finalmente o contactou para fazer «G.I. Joe», a proposta já não pareceu tão interessante.

De facto, apesar de ser um fã da personagem ao crescer, o ator preferia ter sido Snake Eyes, um papel que acabou por ir para Ray Park.

«O argumento era mau. E não queria fazer algo que 1) era mau, e 2) não sabia se queria ser G.I. Joe», recordou.

Ainda assim, a estrela reconhece que tudo podia ter sido pior.

«Podiam-me ter dado... não sei, «Gritos 5». Tenho muita sorte e [fui] abençoado por me terem dado aquele filme. Isso não foi realmente tão mau. [Mas] não tinha opção. «Vais fazer isto ou vamos processar-te»».

Apesar de ter sido arrasado pela maioria dos críticos, o filme acabou por fazer 302 milhões de dólares a nível mundial e dar grande visibilidade a Tatum, que reconheceu que ficou um pouco surpreendido e chocado com a repercussão.

A consequência?

«Recebe-se outro argumento de «G.I. Joe», é o que se recebe. Ou outro filme de ação. O que não é mau, mas quero tentar sempre mudar».

Embora tenha conseguido posteriormente trabalhar com Michael Mann ou Steven Soderbergh, Tatum confirmou ainda que não chamou a atenção das pessoas que queria: «Os irmãos Coen não vão ver ««G.I. Joe»».

Resta uma consolação: como se recordarão os que viram a sequela de 2013, «G.I. Joe: Retaliação», o ator já teve o poder para exigir que o seu envolvimento fosse muito mais pequeno.

Comentários