Artigo

Chegou um novo vilão ao mundo dos super-heróis: Tom Hardy

Tom Hardy vai ser Venom, no filme com o mesmo título previsto para chegar aos cinemas já em 2018.

Tom Hardy vai ser o protagonista de "Venom", um projeto que os estúdios Sony tentam desenvolver há muitos anos sobre a criatura extraterrestre do universo do "Homem-Aranha" que precisa de um hospedeiro humano para sobreviver e que é um dos maiores vilões da história da banda desenhada.

O anúncio é oficial e acrescenta que o realizador será Ruben Fleischer, conhecido por filmes como "Bem-vindo a Zombieland", "Entrega Armadilhada" e "Força Anti-Crime".

Com estreia agendada para a primeira semana de julho, “Homem-Aranha: Regresso a Casa” parece querer marcar apenas o início do novo sopro de vida que a Sony quer dar a tudo o que diga respeito ao principal super-herói da Marvel.

Criado em 1988, Venom tornou-se rapidamente um dos vilões mais temíveis nas histórias de BD do Homem-Aranha: um alienígena que se apodera do corpo das vítimas de forma parasítica e cuja aparência parece ser uma versão negra e musculada do próprio herói aracnídeo.

A personagem tornou-se rapidamente uma das mais populares e agora vai evoluir para anti-herói, mas não é uma estreia no cinema: a pedido da Sony, tornou-se o principal vilão de "Homem-Aranha 3", o mal amado filme de Sam Raimi de 2007, onde era interpretado por Topher Grace.

Desde então têm sido várias vezes anunciados e adiados projetos de uma fita centrada em seu redor.

Ao longo dos anos, Hardy foi cobiçado para vários filmes do género, nomeadamente "X-Men: Apocalipse" e principalmente "Esquadrão Suicida", que esteve mais perto de participar até surgirem problemas de agenda. No entanto, estava relutante em comprometer-se depois de fazer "O Cavaleiro das Trevas Renasce" (2012), onde foi outro vilão, Bane.

Decisivo terá sido o conhecido facto de ser um grande fã de Eddie Brock, que foi a primeira pessoa a tornar-se Venom.

Além disso, os próprios responsáveis da Sony acham que o ator tem grande parecença com a representação original da personagem. Por isso, quando ele abandonou o projeto "Triple Frontier", o estúdio viu uma oportunidade para fazer a sua proposta, apressando ao mesmo tempo a escolha do realizador.

O novo filme não vai ter ligação direta ao que estreia em julho, que integra a cronologia do Marvel Cinematic Universe (produzida diretamente pela Marvel através da Disney). Será um franchise isolado da Sony que aproveita a parte do universo Marvel cujos direitos pertencem à Sony.

Em 2015, a Sony entrou num acordo com a Marvel Studios para integrar o Homem-Aranha nos filmes que tinha então em produção com imenso sucesso, o que levou a que, no ano seguinte, Tom Holland se estreasse no papel em “Capitão América: Guerra Civil” e que esteja confirmado o seu aparecimento nos dois filmes dos "Vingadores" que estreiam em 2018 e 2019.

“Homem-Aranha: Regresso a Casa” é a primeira fita que Holland protagoniza a solo no papel do herói aracnídeo, agora produzido pela Sony em parceria com a Marvel Studios.

Todavia a Sony já indicou que tinha intenções de expandir o universo do Homem-Aranha no cinema, sem ter obrigatoriamente que estar associada à cronologia da Marvel. É nesse sentido que está agendado para dezembro de 2018 um filme de animação protagonizado pelo super-herói

A rodagem de "Venom" vai começar no outono e a estreia no cinema já tem data: 5 de outubro de 2018.

Comentários