Artigo

Cidade de Star Wars serve agora de base para Exército Islâmico

As autoridades internacionais desaconselharam viagens para a cidade na Tunísia que inspirou o nome Tatooine da saga «Star Wars».

Tataouine, a cidade do sul da Tunísia que inspirou o nome Tatooine, o planeta natal de Anakin e Luke Skywalker iluminada por sóis gémeos, está transformada numa base de operações do Exército Islâmico.

De acordo com a CNN, ainda que a cidade não tenha sido tomada, a área onde George Lucas filmou partes de «A Guerra das Estrelas» em 1976 e onde regressou para «A Ameaça Fantasma» (1999) e «Ataque dos Clones» (2002), a 96 quilómetros da fronteira com a Líbia, tornou-se não só ponto de passagem para os combatentes que se vão juntar à organização terrorista naquele país, mas um armazém de armamento.

J.J. Abrams não regressou ao país para «Star Wars: O Despertar da Força», optando pela segurança de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, mas frequentemente os fãs da saga faziam viagens à Tunísia para visitar os locais de rodagem.

Na semana passada, terroristas atacaram o Museu Nacional do Bardo, na capital Tunes, vitimando 23 pessoas, e esta violência recente no país levou várias autoridades internacionais a aconselhar contra a visita de certas regiões, nomeadamente Nefta, onde também se realizaram filmagens da saga e de «O Paciente Inglês».

Ainda em 2014, as autoridades da Tunísia tinham-se juntado à moda de lançar vídeos usando a canção «Happy» de Pharrell Williams para mostrar atores vestidos como personagens de «Star Wars» nos locais agora considerados perigosos, num esforço para aumentar o turismo, grande fonte de receitas.

Comentários