Artigo

Cinefiesta regressa com as obras mais recentes do cinema espanhol

Documentários, filmes históricos e as obras mais recentes do cinema espanhol de 4 a 9 de dezembro, em Lisboa e Porto.

A terceira edição do Cinefiesta - Mostra de Cinema Espanhol irá decorrer em Lisboa e Porto no próximo mês de dezembro, apresentando as obras mais recentes do cinema do país vizinho, documentários e alguns filmes históricos, com a presença de alguns dos respetivos atores e realizadores.

Em Lisboa, o certame decorre entre 4 e 6, com a apresentação de «El Niño», de Daniel Monzón (o mesmo de «Cela 211»), «Musarañas», de Juanfer Andrés e Esteban Roel, que só estreia em Espanha a 25 de dezembro, «La Isla Minima», de Alberto Rodríguez, e o candidato espanhol aos Óscares «Vivir Es Fácil Com Los Ojos Cerrados», de David Trueba (foto). Para as famílias passará a animação «Mama, Soy Un Zombie», de Beñat Beitia e Ricardo Ramón.

No Porto, em associação com o Festival Porto Post Doc, vão passar no Teatro Rivoli e no Cinema Passos Manuel, a 4 e 9 de dezembro, quatro documentários premiados em vários festivais internacionais: «Vikingland», de Xurxo Chirro, «Todos Vós Sodes Capitáns», de Oliver Laxe, «Costa da Morte», de Lois Patiño e «Arraianos», de Eloy Enciso.

Em complemento, a Cinemateca Portuguesa em Lisboa vai receber «Dos Memorias», um documentário do conhecido guionista e ex-ministro da cultura Jorge Semprún sobre a Guerra Civil Espanhola, e «As Badaladas da Meia-Noite», de Orson Welles, um filme realizado em 1965, produzido e rodado em Espanha. E pela primeira vez, haverá Cinema em Concerto, quando, no último dia do festival, o músico Jordi Sabatés acompanhará ao piano algumas obras de Segundo de Chomón, um dos pioneiros da arte cinematográfica em Espanha.

Para acompanhar no sítio oficial.

Comentários