Artigo

Cinema italiano invade cidades portuguesas

Filmes premiados em festivais, clássicos de Sergio Leone e Giuseppe Tornatore e a série televisiva «Gomorra» destacam-se na Festa do Cinema Italiano, que decorre entre 25 de março e 2 de abril em Lisboa e passa por outras cidades.

A Festa do Cinema Italiano decorre entre 25 de março e 2 de abril no Cinema São Jorge, em Lisboa.

Filmes premiados em Cannes e Veneza, uma retrospetiva dedicada a Sergio Leone e a série televisiva «Gomorra» são alguns dos destaques da programação.

Será ainda exibida, pela primeira vez em Portugal, a nova cópia restaurada digitalmente de «Cinema Paraíso», o popular e premiado filme de Giuseppe Tornatore.

Esta mostra, dedicada ao cinema contemporâneo italiano, cumpre a oitava edição e a programação, abrirá com «O País das Maravilhas», apresentado pela realizadora Alice Rohrwacher. O filme conquistou em 2014 o Grande Prémio do júri em Cannes.

A protagonista desse filme, Alba Rohrwacher, também surge, ao lado de Adam Driver, em «Corações Inquietos». Trata-se de um drama de Saverio Constanzo premiado no festival de Veneza sobre a parentalidade em tempos modernos e que será exibido na secção Panorama.

Existem ainda outros filmes apresentados em antestreia nacional e mesmo internacional.

A Festa exibirá também, e com garantia de estreia comercial, «Que Estranho Chamar-se Federico», documentário de Ettore Scola sobre uma das maiores figuras do cinema italiano, Federico Fellini, que morreu há vinte anos.

O encerramento da Festa do Cinema Italiano em Lisboa acontecerá a 2 de abril, com a comédia «O Rapaz Invisível», de Gabriele Salvatores, sobre um adolescente que descobre que o fato que comprou tem o poder de o tornar invisível.

Stefano Savio, diretor da Festa do Cinema Italiano, destacou ainda uma retrospetiva dedicada a Sergio Leone, figura de proa do «western spaghetti», em parceria com a Cinemateca Portuguesa, e que inclui uma versão em cópia restaurada de «Era uma vez na América» e de «O Bom, o Mau e o Vilão».

A Festa do Cinema Italiano abre uma janela para a produção televisiva e exibirá na íntegra «Gomorra», a série de Stefano Sollima, Francesca Comencini e Claudio Cupellini, baseada na obra homónima de Roberto Saviano.

O programa inclui ainda o recente filme «Terra da Fraternidade», documentário luso-italiano de Lorenzo d’Amico De Carvalho, sobre Portugal, a crise económica e a participação cívica dos portugueses nas manifestações ocorridas nos últimos quatro anos.

A secção competitiva contará com «Almas Negras», de Francesco Munzi, "As Belas Coisas», de Agostino Ferrente e Giovanni Piperno, «Incompreendida», de Asia Argento, «Com a Graça de Deus», de Edoardo Winspeare, «Mais Escuro que a Meia-Noite", de Sebastiano Riso, e «Short Skin», de Duccio Chiarini.

Pela primeira vez, a mostra terá programação infantil, intitulada Piccolini, focada em algumas figuras conhecidas, nomeadamente Pinóquio, Topo Gigio e Calimero.

Depois de Lisboa, a Festa do Cinema Italiano segue para o Porto (de 9 a 12 de abril), Coimbra, Loulé e Funchal. Está previsto ainda que chegue a Angola, Moçambique e Brasil.

A Festa do Cinema Italiano é organizada pela Associação Il Sorpasso.

Comentários