Artigo

Clap, o primeiro Festival de Cinema de Carnide, começa hoje

A primeira edição do Clap - Festival de Cinema de Carnide, em Lisboa, arranca hoje e é dedicada em exclusivo às curtas-metragens. criado para estimular a produção de cinema neste formato, disse à Lusa Bernardo Almeida, da organização.

O Clap - Festival de Cinema de Carnide, em Lisboa, foi criado para estimular a produção de cinema neste formato, disse à Lusa Bernardo Almeida, da organização. O Clap decorrerá até domingo no Centro Cultural de Carnide e o objetivo da direção é apresentar uma proposta de cinema na zona norte de Lisboa, que seja gratuita tanto para os realizadores participantes como para o espetador.

À primeira edição concorreram cerca de 70 curtas-metragens, muitas provenientes de escolas de cinema, tendo sido escolhidas 13 para a competição geral e seis para a competição de filmes mais crianças, mais focada na animação.

Do júri fazem parte o realizador Sérgio Graciano, os atores Miguel Monteiro e Afonso Pimentel, Paula Granja, do Grupo de Teatro de Carnide, o argumentista Pedro Lopes e a atriz Eva Barros.

Além da exibição dos filmes das competições - que podem ser consultados no site da junte de freguesia de Carnide - no domingo o realizador Sérgio Graciano dará uma masterclasse intitulada «Quando paramos de nos queixar e começamos a filmar?».

O Clap - Festival de Cinema de Carnide é co-organizado pela estrutura cultural Os Inadaptados e pela junta de freguesia local.

Comentários