Artigo

Dinossauros de «Mundo Jurássico» batem recorde mundial

Chris Pratt vê reforçado o estatuto enquanto estrela de cinema um ano após «Guardiões da Galáxia».

Os aterrorizantes dinossauros de «Mundo Jurássico» conseguiram a façanha de registar os melhores resultados de sempre a nível mundial.

O novo blockbuster da saga abocanhou 524.1 milhões de dólares [464.1 milhões de euros], o que o torna o melhor fim fim de semana de estreia de sempre, eclipsando os 483.2 de «Harry Potter e os Talismãs da Morte: Parte 2» (2011).

Os países com receitas mais relevantes a seguir aos EUA foram a China, Grã-Bretanha e Irlanda, México, Coreia do Sul, França, Austrália, Alemanha e Rússia.

Nos EUA, o filme rendeu 208,8 milhões de dólares [185,1 milhões de euros], segundo a empresa especializada Exhibitor Relations, na exibição em 4273 cinemas, o maior lançamento de sempre.

O valor ultrapassa os 207 do recorde das bilheteiras estabelecido pela estreia de «Os Vingadores», da Marvel, em maio de 2012.

Uma vez que «Mundo Jurássico» terá custado cerca de 150 milhões, já existem lucros com esta monumental estreia uma vez que, para isso acontecer, os analistas apontem que um filme tenha de render três vezes o seu orçamento. Também o estatuto de Chris Pratt como estrela de cinema sai fortalecido apenas um ano após «Guardiões da Galáxia».

Em segundo lugar nos EUA, ficou a comédia de espionagem «Spy», com 16 milhões. Com um total de 57 milhões em duas semanas, o filme com Melissa McCarthy é um sucesso comercial, tal como o o épico de desastre «San Andreas» liderado por Dwayne Johnson, que ficou em terceiro, arrecadando 11 milhões, para um total de 119 em três semanas.

Comentários