Artigo

Disney é o estúdio mais rico de Hollywood mas também... o mais "poupado"

Emma Watson recebeu "pouco" dinheiro por "A Bela e o Monstro" e existem grandes diferenças salariais entre os Vingadores. Em Hollywood, circulam as histórias de como a Disney não faz as vontades todas às estrelas.

Emma Watson recebeu "apenas" três milhões de dólares para ser a estrela em "A Bela e o Monstro", um filme que se espera que faça mais de 120 milhões só nos primeiros três dias nos EUA.

A notícia foi avançada pelo The Hollywood Reporter (THR), que acrescentou que a atriz poderá chegar aos 15 milhões se as receitas finais globais forem, como se espera, semelhantes às de "Maléfica", que chegou aos 759 milhões em 2014.

Ao mesmo tempo que gasta e ganha milhões para transformar em imagem real os seus filmes de animação, e tem os maiores lucros entre todos os estúdios de Hollywood, a Disney também ganhou a reputação de ser bastante poupada em relação aos salários dos atores, o que deixa descontentes vários agentes das estrelas.

Dan Stevens, por exemplo, outra estrela de "A Bela e o Monstro",  viu recusado o pedido para alugar um carro maior para acomodar os dois filhos. E a Lily James, a estrela de "Cinderela" (2015), não quiseram pagar a taxa de um segundo bilhete de avião para a mãe se sentar ao seu lado em primeira classe.

"São sovinas com toda a gente", disse um advogado ouvido pelo THR que tem um cliente num dos próximos filmes do estúdio.

Apesar disso, os projetos da Disney continuam a ser muito cobiçados pelas estrelas em busca de sucessos de bilheteira nesta era de incerteza em Hollywood.

E nem sempre o estúdio é assim tão poupado.

"Se é o projeto certo para a estrela certa, eles podem ser excelentes", avançou um agente com um cliente que trabalhou num dos filmes anteriores baseados em clássicos da animação.

Foi por isso que aceitou pagar a Angelina Jolie 20 milhões, mais uma percentagem nas receitas, por causa de "Maléfica".

A Disney aplica o mesmo princípio na Marvel.

Por exemplo, foram pagos 40 milhões a Robert Downey Jr. e 20 a Scarlett Johansson por "Vingadores: A Era de Ultron" (2015), mas os outros atores, menos decisivos, receberam muito menos: Chris Evans chegou aos 6,9, mas Mark Ruffalo teve de se contentar com 2,8.

"A Disney também tem o luxo de não colocar uma estrela no filme", avançou o mesmo agente.

Por isso, só ofereceu 300 mil dólares para Chris Evans ser o Capitão América pela primeira vez em 2011 e recusaram os 20 milhões que Will Smith queria para entrar na nova versão de "Dumbo".

"A identidade é a estrela do filme", explicou um produtor sobre o que faz alguns filmes da Disney render milhões.

"Faria alguma diferença na abertura de 'A Bela e o Monstro' se contratassem Jennifer Lawrence como Belle? Pouco provável", rematou.

Comentários