Artigo

Duras de matar no cinema

Com a chegada de «Lucy», com Scarlett Johansson como uma mulher difícil de matar, olhamos para os papéis mais duros que a Sétima Arte já deu às mulheres.

«Lucy» é uma das surpresas e anomalias da temporada de verão: um grande sucesso a nível comercial completamente centrado numa mulher e em que a única estrela é uma atriz.

Ela é Scarlett Johansson e a sua personagem é uma jovem que se envolve acidentalmente num negócio obscuro e que acaba por transformar numa implacável guerreira que evolui além da lógica humana. E tem muitos inimigos implacáveis na sua perseguição por mais do que um continente.

Lucy é a mais recente entrada num clube sem muitos membros: as das mulheres que muitos prometeram eliminar e poucos são bem sucedidos. Elas são duras de matar e pertencem à grande história do cinema.

Comentários