Artigo

Épico do crime «Um Ano Muito Violento» votado melhor filme

O filme também foi distinguido pelas interpretações de Oscar Isaac e Jessica Chastain pela organização National Board of Review.

«Um Ano Muito Violento», de J.C. Chandor, um «thriller» épico sobre crime e o sonho americano, foi o surpreendente melhor filme de 2014 para o organismo National Board of Review (NBR) , que fez as suas escolhas na terça-feira e também distinguiu Oscar Isaac e Jessica Chastain como melhor ator e atriz secundaria.

Os NBR são atribuídos por um organismo independente americano que congrega um conjunto de entusiastas, estudantes e profissionais de cinema, educadores e académicos a nível nacional. Normalmente, distinguem filmes mais alternativos: o ano passado, o grande premiado foi «Her - Uma História de Amor de Spike Jonze».

Ao anunciar a distinção, Annie Schulhof, presidente do NBR, declarou que ««Um Ano Muito Violento» é um emocionante drama sobre crime com uma história cativante, interpretações notáveis e um estilo cinematográfico elegante. J.C. Chandor deu-nos uma perspetiva nova e provocadora do sonho americano».

Com a data de estreia marcada em Portugal para 5 de fevereiro, a ação de «Um Ano muito Violento» decorre em 1981, considerado estatisticamente como um dos mais violentos na história de Nova Iorque, e conta a história da luta de um imigrante e da sua família para expandir o seu negócio e aproveitar as oportunidades do sonho americano mesmo rodeados por uma violência crescente, decadência e corrupção que ameaça destruir tudo o que construíram. O seu realizador, J.C. Chandor, fez anteriormente os muito elogiados «O Dia Antes do Fim» com Kevin Spacey e «Quando Tudo Está Perdido» com Robert Redford.

Nos atores, Oscar Isaac partilhou o seu prémio com Michael Keaton por «Birdman (ou a Inesperada Virtude da Ignorância)», que viu o seu colega Edward Norton distinguido como secundário. Julianne Moore voltou a confirmar o estatuto como grande favorita da temporada com a sua interpretação de uma doente de Alzheimer em «Still Alice».

Confirmando o estatuto de favorito para o organismo Clint Eastwood recebeu pela quarta vez o prémio de realização, agora por «Sniper Americano».

«Como Treinares o Teu Dragão 2» foi a melhor animação e «O Filme Lego» e «Vício Intrínseco» foram distinguidos pelos seus argumentos.

Este ano, foram vistos mais de 272 filmes, americanos e estrangeiros, incluindo animação e documentários, pelo que se tornam igualmente relevantes as listas que o NBR disponibiliza, tanto pelas inclusões... como pelas exclusões.

Para o organismo os melhores filmes de 2014, por ordem alfabética, foram «Birdman», «Boyhood», «Em Parte Incerta», «O Filme Lego», «Fúria», «Invencível», «O Jogo da Imitação», «Nightcrawler», «Sniper Americano» e «Vício Intrínseco».

No cinema feito fora do circuito dos grandes estúdios de Hollywood, o NBR distinguiu «O Homem Mais Procurado», «Locke», «Mr. Turner», «Obvious Child», «Ruína Azul», «The Skeleton Twins», «Snowpiercer», «Stand Clear of the Closing Doors», «Starred Up» e «Still Alice».

Comentários