Artigo

Escritor Paulo Coelho oferece dinheiro para lançar filme cancelado pela Sony

Revoltado pelas ameaças terroristas, quer exibir «Uma Entrevista de Loucos» no seu blogue.

O escritor Paulo Coelho ofereceu 100 mil dólares pelos direitos da comédia «Uma Entrevista de Loucos» e prometeu divulgá-la gratuitamente no seu blogue depois de a Sony desistir de estreá-la pelas ameaças de atentados contra quem for vê-la.

«Ofereço à @SonyPictures 100k [100 mil dólares] pelos direitos de «Uma Entrevista de Loucos». Vou colocá-lo gratuitamente no meu blogue. Por favor entrem em contacto comigo via @SonyPicturesBr», publicou Paulo Coelho, em inglês, na sua conta de Twitter.

Paulo Coelho acrescentou que a sua oferta é válida até ao meio-dia de sexta-feira. «Vocês recuperam 0,01% do orçamento e eu posso dizer «não» às ameaças terroristas», escreveu ainda em inglês.

Na quarta-feira, a Sony Pictures desistiu e decidiu cancelar o lançamento natalício de «Uma Entrevista de Loucos», uma paródia sobre o líder norte-coreano Kim Jong-un, enquanto crescem as suspeitas de que Pyongyang ordenou o ciberataque de novembro passado contra o estúdio de Hollywood.

As principais redes de cinema recusaram projetar o filme e a Sony admitiu «não ter planos para o estrear no futuro» em qualquer plataforma.

O filme conta a história de uma conspiração orquestrada pela CIA para matar Kim Jong-un aproveitando o facto de dois jornalistas americanos, interpretados por James Franco e Seth Rogen, conseguirem permissão para entrevistar o líder norte-coreano.

Comentários