Artigo

Extraterrestres voltam a atacar no «Dia da Independência»

O emblemático filme sobre a invasão do planeta por parte de extraterrestres vai ter uma sequela, mas sem Will Smith.

«Dia da Independência» vai ter uma sequela, foi anunciado oficialmente pelo estúdio 20th Century Fox.

Lançado a 3 de junho de 1996, o filme mostrava uma invasão de extraterrestres, que arrasavam cidades de todo o planeta com raios destruidores, ficando o futuro da humanidade nas mãos de um pequeno grupo de determinados sobreviventes. Foi um dos maiores êxitos de bilheteira de sempre à sua época.

Roland Emmerich, o realizador do filme que se tornou praticamente um clássico instantâneo pela audácia de explodir a Casa Branca, anunciando a tendência de arrasar monumentos emblemáticos que passariam a dominar os filmes do género, está em negociações para regressar.

Will Smith não deve retomar a personagem do capitão Steven Hiller que o tornou uma estrela de cinema planetária, mas Jeff Goldblum revelou em outubro que tinha conversado com Emmerich e o produtor Dean Devlin sobre a hipótese de retomar a personagem do especialista informático adepto do xadrez David Levinson.

Não foram divulgados outros pormenores sobre o projeto que deve começar a ser filmado em maio, excepto que vai chegar às salas de cinema a 24 de junho de 2016, quase 20 anos depois do original, o que parece um calendário muito apertado para um filme previsivelmente recheado de efeitos especiais.

Comentários