Artigo

Fantasporto arranca hoje com o clássico «O Planeta Selvagem»

A 33ª edição do Fantasporto – Festival Internacional de Cinema do Porto arranca hoje, com o clássico de animação «O Planeta Selvagem», com música ao vivo dos Beautify Junkyards. A competição oficial arranca sexta-feira.

A 33ª edição do Fantasporto – Festival Internacional de Cinema do Porto arranca hoje, ainda na chamada fase Pré-Fantas (o início «oficial» é só sexta-feira), e prolonga-se até 10 de Março, como sempre no Teatro Rivoli, no Porto. O filme de pré-abertura é o clássico do cinema de animação «O Planeta Selvagem» (1973), de René Laloux, que vai ser musicado ao vivo pelos Beautify Junkyards (ex-Hipnótica).

A abertura oficial, a 10 de março, será com a sessão dupla de «Os Sapatos Vermelhos» (1965), da dupla Michael Powell e Emeric Pressburger, a par de «Mamã», de Andrès Muschietti e produzido por Guillermo del Toro, que encabeça a bilheteira esta semana nos Estados Unidos.

A homenagem a António de Macedo vai contar com a projeção de «Chá Forte com Limão», «O Princípio da Sabedoria», «Os Abismos da Meia-Noite» e «Os Emissários de Khalom», sendo ainda incerto se o cofundador do Centro Português de Cinema vai estar apto para estar presente.

O Fantasporto vai também destacar algumas estrelas do cinema francês, projetando desde «A Cerimónia», de Claude Chabrol, a «O Último Ano em Marienbad», de Alain Resnais, até «A Princesa com Pele de Burro» de Jacques Demy e «Sem Eira Nem Beira» de Agnès Varda.

Em competição na secção de Cinema Fantástico vão estar filmes como «Berberian Sound Studio», de Peter Strickland, que foi considerado um dos melhores filmes de 2012 para a revista Sight & Sound, lista que também incluía o português «Tabu» de Miguel Gomes.

Na Semana dos Realizadores vai estar o Leão de Ouro de 2012 no festival de Veneza, «Pietà», de Kim Ki-Duk, bem como o mais recente do britânico Terence Davies, «The Deep Blue Sea», com Rachel Weisz.

A diretora do Fantasporto, Beatriz Pacheco Pereira, afirmou que o festival deste ano conta com cerca de 300 filmes, 80% dos quais produções europeias, por entre 35 países participantes.

Comentários