Artigo

Fantasporto: Filme do dia: «El Rayo»

A história do regresso a casa de um emigrante, que compra um tractor e enfrenta o mundo sozinho, é uma odisseia épica com um dos temas mais actuais do momento.

Após 13 anos em Espanha, Hassan está desempregado e decide voltar a Marrocos. Investe todas as suas poupanças num tractor em segunda mão e parte, para com ele ganhar a sua vida no seu país. No fim da estrada espera-o a sua família e uma nova vida na sua aldeia natal. Uma viagem real por um homem real que percorre o seu caminho parando em vilas e cidades e encontrando-se com personagens inesquecíveis, o que transforma o seu regresso numa odisseia real.

Este filme realizado por Ernesto de Nova e Fran Araujo é um dos mais interessantes da produção espanhola recente, falando da emigração numa perspectiva muito realista mas também poética.

Ernesto de Nova, que é também director de fotografia e editor, é conhecido pelo filme «Piratas y Libélulas» (2013) e «Una Segunda Posguerra (2009), feito em parceria com Fran Araujo, que por sua vez é conhecido pelos filmes «Perdona si te Llamo Amor» (2014) e «Una Segunda Posguerra».

Este filme é antecido pela apresentação em antestreia europeia da curta de animação «My Kingdom», de Debra Solomon, recomendada por Bill Plympton.

«El Rayo» é exibido hoje, 20 de fevereiro, pelas 21h15, no Grande Auditório do Tivoli Teatro Municipal, no Porto.

Comentários