Artigo

Fantasporto: Filme do dia: «The Railway Man»

Colin Firth e Nicole Kidman protagonizam a adaptação ao cinema do «best-seller» autobiográfico de Eric Lomax, na sessão de encerramento do Fantasporto.

1942. Dezenas de milhar de jovens e bravos soldados tornam-se prisioneiros de guerra quando as forças japonesas ocupam Singapura. Churchill chamou-lhe «o maior desastre que jamais se abateu sobre o Império Britânico». Eric Lomax, um Engenheiro de Comunicações de 21 anos e entusiasta dos comboios, é um dos homens que se rendem.

Enviado para trabalhar na construção do notório Caminho-de-Ferro da Morte, na Tailândia, Eric é testemunha de sofrimentos inimagináveis: homens forçados a penetrar na rocha e na selva com as suas mãos nuas, açoitados, esfomeados e vítimas das doenças tropicais. Para trazer alguma esperança, constrói um posto de rádio secreto. À medida que ia relatando as notícias das derrotas de Hitler ou dos avanços americanos no Pacífico, um milhar de homens desesperados e exaustos resolviam sobreviver um dia mais.

Quando o posto é descoberto, Eric enfrenta tortura, interrogatórios e muito pior. Dificilmente sobrevivendo à Guerra, regressa a casa, como muitos outros, mas a um país incapaz de imaginar o que ele e os seus colegas foram obrigados a passar. Atormentado pelo rosto de um jovem oficial japonês, Eric fecha-se completamente ao mundo que o rodeia.

Mas um dia, décadas mais tarde, encontra uma bela mulher – num comboio, claro. Ela fá-lo rir, pela primeira vez desde há muito tempo. Namoram como adolescentes e casam rapidamente. Mas na noite de núpcias os pesadelos de Eric regressam: o jovem oficial japonês leva-o de volta aos horrores do passado, insistindo que a guerra não acabou. Patti, a sua esposa, encontra-o a gritar no chão do quarto. Humilhado e confuso, Eric volta a desaparecer dentro de si mesmo, atirando a sua fúria silenciosa contra a esposa e tornando a vida dela insuportável.

Patti luta para descobrir o que atormenta o homem que ama. Combatendo o código de silêncio que une os antigos prisioneiros de guerra convence o enigmático Finlay a contar-lhe um chocante segredo. O oficial japonês que detém a chave para o que realmente aconteceu ao seu marido ainda está vivo, e Finlay conhece o seu paradeiro. Patti tem de decidir: deverá Eric, um homem desesperado por se vingar, ter conhecimento desta informação? E estará ela com ele, aconteça o que acontecer? A sua decisão leva-os a um regresso à Tailândia, para um final sensacional, inesperado e triunfante de uma extraordinária história verídica de heroísmo, humanidade e do poder redentor do amor.Eric Lomax foi um dos milhares de prisioneiros de guerra forçados pelos japoneses a trabalhar na construção do caminho-de-ferro Tailândia/Birmânia durante a II Guerra Mundial. A experiência dolorosa do seu cativeiro deixou profundas marcas no seu espírito. Anos mais tarde, Patti, a bela mulher por quem Eric se apaixona, procura ajudá-lo a livrar-se dos seus demónios. Descobre que o oficial japonês que o torturou vive no Japão e pergunta-se se deve dar a Eric a possibilidade de se confrontar com o seu torturador.

Nicole Kidman e Colin Firth protagonizam este drama de Jonathan Teplitzky baseado no romance autobiográfico de Eric Lomax.

«The Railway Man» é exibido hoje, 8 de março, às 21h00, no Rivoli Teatro Municipal.


Comentários