Artigo

Festa do Cinema Francês: Filme do dia: «Au Bonheur des Ogres»

Uma imaginativa adaptação do romance homónimo de Daniel Pennac sobre uma tribo familiar pouco convencional.

Na tribo dos Malaussène, há algo de curioso, de estranho, de anormal diriam certas pessoas. Mas vendo bem de perto, é a felicidade que reina nesta família alegremente desorganizada cuja mãe, de paixão em paixão, se dispersou na escolha dos pais das suas crianças.

Para Benjamim Malaussène (Raphaël Personnaz), irmão mais velho, responsável por esta família, a vida é tudo menos monótona. E quando os incidentes surgem por onde ele passa, chamando a si os olhares suspeitos da polícia e dos seus colegas de trabalho, torna-se rapidamente urgente para ele saber porquê, como e sobretudo quem é que pode estar contra ele e desta forma? Benjamin Malussène vai ter de fazer o seu próprio inquérito ao lado de uma jornalista determinada, conhecida como a “Tia Júlia” (Bérénice Bejo) para encontrar as respostas que procura.

Adaptação do romance homónimo de Daniel Pennac por parte de Nicolas Bary, que fez várias curtas-metragens e uma primeira longa-metragem, «Les Enfants de Timpelbach».

«Au Bonheur des Ogres» é exibido hoje, 6 de outubro, às 22h00, no Cinema São Jorge, em Lisboa.

Programação.

Comentários