Artigo

Filme de Pedro Costa premiado na Grécia

«Cavalo Dinheiro» vence competição no Festival de Cinema de Vanguarda.

«Cavalo Dinheiro», que tem estado a fazer um percurso internacional por festivais e se estreou na Grécia na sexta-feira, foi eleito como o melhor filme na competição internacional do oitavo Festival de Cinema de Vanguarda, a decorrer em Atenas.

O júri da competição internacional integrou José Manuel Costa, director da Cinemateca Portuguesa, a realizadora Valerie Massadian, a argumentista Kallia Papadaki, a realizadora Eva Stefani e o jornalista Nikos Xydakis.

O Athens Avant-Garde Film Festival é organizado pela Cinemateca da Grécia, começou no dia 12 e termina na quarta-feira, com uma programação centrada no cinema experimental, de autor e independente.

Pedro Costa, 55 anos, fez a estreia internacional de «Cavalo Dinheiro» no Verão, no festival de Locarno, na Suíça, conquistando dois prémios: o de melhor realizador e o da Federação Internacional de Cineclubes.

«Cavalo Dinheiro» volta a ser protagonizado por Ventura, o cabo-verdiano que entrou em «Juventude em Marcha» e que o realizador português conheceu na rodagem de dois outros filmes nas Fontainhas, bairro já demolido nos arredores de Lisboa: «Ossos» (1997) e «No Quarto da Vanda» (2000).

O filme estreia-se nos cinemas portugueses a 4 de Dezembro. A partir de 2015, terá estreia comercial no Reino Unido, França, Bélgica, Japão e Estados Unidos, país onde Pedro Costa será alvo de uma retrospectiva.

Nos anos mais recentes, antes de «Cavalo Dinheiro», Pedro Costa participou no filme colectivo «Centro Histórico» (2012), composto por curtas-metragens feitas também por Manoel de Oliveira, Victor Erice e Aki Kaurismaki, fez a curta-metragem «O Nosso Homem» (2010) e o documentário «Ne Change Rien» (2009).

Comentários