Artigo

Filme do dia: «Ritos de Passagem»

A estreia europeia da nova longa-metragem do realizador brasileiro Chico Liberato, o nome mais importante do cinema de animação de Terras de Vera Cruz.

«Ritos de Passagem» baseia-se em duas personagens do imaginário do sertão nordestino, o Santo e o Guerreiro, que após a morte entram no barco de Caronte, o barqueiro do Rio da Morte, que os faz refletir nos atos e escolhas que cada um fez em resposta aos acontecimentos que a vida lhe reservou.

Através dos ritos de passagem - nascimento, batismo, transição da juventude para a idade adulta, morte e transcendência - as personagens auto-analisam-se, discorrendo sobre os acontecimentos vividos no contexto denso, dramático e adverso propiciado pelos rigores da vida áspera no sertão.

«Ritos de Passagem», a mais recente longa-metragem de Chico Liberato, o mais importante realizador brasileiro de cinema de animação, realizador da primeira longa animada do país («Boi Aruá»), é exibido hoje, 8 de março, às 22h00, no Cinema São Jorge, em Lisboa.

Comentários