Artigo

«Guardiões da Galáxia» arrasa nos cinemas

Nem os atores nem os super-heróis são conhecidos do grande público, mas o mais recente filme da Marvel tornou-se um maiores sucessos de 2014.

Ao render nas bilheteiras norte-americanas 94 milhões de dólares este fim-de-semana (70 milhões de euros) depois de uma gigantesca campanha de promoção e boas críticas, «Guardiões da Galáxia» tornou-se um dos mais improváveis sucessos comerciais de 2014, colocando a Marvel na mesma posição de domínio que a Pixar teve enquanto «marca» na primeira década do século XXI.

Trata-se da terceira melhor estreia do ano, apenas atrás de «Transformers: Era da Extinção» e apenas um milhão abaixo de «Capitão América: O Soldado do Inverno» em abril, mas é bastante superior a «Thor» como «Thor: O Mundo das Trevas». E o valor colocou não só fim a sete semanas em que as receitas vinham sendo inferiores às registadas no mesmo período em 2013 (a diferença entre os dois verões vai em 800 milhões), como bateu o recorde que já vinha de 2007 de «Ultimato» como a melhor estreia de um filme em agosto.

Nas últimas semanas a confiança já era suficiente para ser anunciado na convenção Comic-Con de San Diego que a continuação chegaria a 27 de julho de 2017, mas durante muito tempo o filme sobre um grupo de diferentes seres que se juntam para proteger a galáxia da aniquilação total era considerado o projeto mais ambicioso e arriscado da Marvel. Ele pertencia à chamada a fase II das produções em que o estúdio alarga o seu universo cinematográfico a heróis e vilões que, apesar de presentes há décadas nos «comics», estão distantes da popularidade de personagens como Homem de Ferro, Capitão América ou Thor.

No centro da ação desta «space opera» com um custo de 170 milhões de dólares (126,5 milhões de euros) onde impera humor e êxitos pop dos anos 70 e que deve mais a Steven Spielberg ou George Lucas do que a Jon Favreau ou Joss Whedon, estão atores longe de oferecer garantias comerciais: Chris Pratt será um dos protagonistas de »Jurassic World», mas o seu maior sucesso vem da série «Parks and Recreation», e Zoe Saldana, apesar de «Avatar» ou «Star Trek», tem visto os seus projectos a solo falhar nas bilheteiras; Vin Diesel e Bradley Cooper apenas fornecem as vozes a personagens.

«Guardiões da Galáxia» também estreou na Grã-Bretanha, Rússia, Brasil, Coreia, bem como noutros mercados asiáticos e europeus, contribuindo para mais 66 milhões de dólares (49 milhões de euros) em receitas. Chega já esta quinta-feira a Portugal.

Comentários