Artigo

Gwyneth Paltrow confessa que já não gosta de ser atriz

Durante uma entrevista, a atriz revelou um grande distanciamento em relação ao trabalho que lhe deu reconhecimento público.

Nos últimos anos, Gwyneth Paltrow transformou-se numa guru do "lifestyle" e a carreira como atriz passou para segundo plano.

De facto, a estrela é provavelmente agora mais conhecida pelo público que vai às salas de cinema pelo papel de Pepper Potts, a companheira de Tony Stark (Robert Downey Jr.) nos filmes "Homem de Ferro" desde 2008 do que, por exemplo, "A Paixão de Shakespeare", com o qual ganhou um Óscar em 1998.

Não ajuda que o seu último trabalho no cinema tenha sido ao lado de Johnny Depp na desastrosa comédia "O Excêntrico Mortdecai" em 2015 e que, antes disso, seja preciso recuar até 2010 e ao drama musical "O Renascer da Estrela" para encontrar um filme em que a sua personagem tenha realmente sido a protagonista.

Agora, numa entrevista à revista InStyle, Gwyneth Paltrow, respondendo a uma pergunta sobre a sua carreira em Hollywood, admitiu que está cansada do trabalho: "Acho que já não gosto".

Pepper Potts não é vista desde "Homem de Ferro 3" em 2013 e a personagem só mereceu uma breve referência em "Capitão América: Guerra Civil", mas a atriz de 44 anos revelou ainda mais o seu distanciamento quando lhe perguntaram em que filme da Marvel ainda vai entrar para cumprir o contrato que assinou: "Acho que é "Os Vingadores" ou "Capitão América", um desses".

Uma vez que não existe nenhum filme com Chris Evans como protagonista no planeamento da Marvel, resta "Avengers: Infinity War", cuja rodagem já começou e deverá chegar ao cinema a 3 de maio de 2018.

Comentários