Artigo

Harry Reems, ator de «Garganta Funda», morre aos 65 anos

O ex-ator de filmes pornográficos Harry Reems, que co-protagonizou «Garganta Funda» com Linda Lovelace, morreu aos 65 anos de cancro no pâncreas, informou um amigo do intérprete.

Harry Reems, cujo verdadeiro nome era Herbert Streicher, foi um dos atores de filmes pornográficos mais ativos e populares da década de 70, imortalizado pela fita que, por um curto espaço de tempo, lançou o género nas salas comerciais de quase todo o planeta: «Garganta Funda», ao lado de Linda Lovelace.

Ele acabou por ser um dos únicos condenados das acusações de obscenidade que perseguiram o filme e mais tarde tornou-se agente imobiliário no estado do Utah, nos EUA, casando com uma mulher profundamente religiosa.


No final dos anos 70, Reems ainda chegou a receber a oferta para fazer o papel do Treinador Calhoun ao lado de John Travolta no famoso «Brilhantina», mas os produtores substituíram-no por Sid Caesar, por temer que seu passado no cinema pornográfico pudesse prejudicar a reputação da película.

A sua morte, na última terça-feira, foi comunicada pelo seu amigo Don Schenk, que o conhecera já nos anos 80 e, logo a seguir confirmada por meios de comunicação como o «Hollywood Reporter», que esclareceriam que o ex-ator teria morrido de câncro no pâncreas.

Reems trabalhava como eletricista no set da rodagem de «Garganta Funda», e conseguiu o papel de protagonista no filme porque o ator escolhido não se apresentou no dia da filmagem. Na fita, Lovelace é uma mulher que procura a ajuda de um médico para tratar a frustração sexual e descobre que tem o clitóris na garganta.

Segundo o «Hollywood Reporter», Reems teria trabalhado em cerca de 300 a 400 filmes pornográficos. De acordo com seu amigo Schenk, ele terá recebeu 250 dólares pelo seu papel em «Garganta Funda».

Comentários