Artigo

Hollywood desespera com desilusões: Julho é a última esperança para fazer milhões

Sucedem-se todas as semanas os filmes que desiludem nas bilheteiras e as receitas descem em relação às do ano passado. A esperança está em "Homem-Aranha: Regresso a Casa" e "Planeta dos Macacos: A Guerra".

Desde que começou a temporada cinematográfica do verão nos EUA, apenas dois grandes filmes nos EUA corresponderam às expectativas de Hollywood: "Guardiões da Galáxia Vol. 2" e "Mulher-Maravilha".

A indústria continua a apostar em projetos que sejam facilmente reconhecidos por vários públicos e faz grandes campanhas de promoção, mas "Alien: Covenant", "Rei Artur: A Lei da Espada", "Piratas das Caraíbas: Homens Mortos Não Contam Histórias", "Marés Vivas", "A Múmia", "Capitão Cuecas - O Filme", "Transformers: O Último Cavaleiro", "Carros 3" e "Gru, O Maldisposto 3" tiveram receitas inferiores às dos filmes anteriores ou fizeram muito pouco para justificar o início de novas sagas.

Além disso, entre os filmes ditos originais, apenas "All Eyez on Me" e "Baby Driver: Alta Velocidade" conseguiram mais de 20 milhões de dólares na sua estreia.

O outro grande sucesso dos últimos meses, "Velocidade Furiosa 8", já vem de abril.

Para alguns destes filmes, apenas as receitas dos mercados internacionais evitam que sejam considerados fracassos comerciais.

Segundo a Variety, Hollywood depara-se com menos 8% de receitas em relação às do ano passado. Pior, o longo feriado nacional do 4 de julho, que costumava representar um dos mais lucrativos para os 'blockbusters', também desceu 11%.

A indústria está alarmada e agora a pressão aumentou sobre os filmes de julho para desmentir que o público americano esteja cansado da receita de sequelas, 'remakes' e animações.

As duas grandes apostas são "Homem-Aranha: Regresso a Casa" que chegou agora às salas, e que se espera que faça 100 milhões de dólares na sua estreia, e no fim de semana a seguir, "Planeta dos Macacos: A Guerra", que os analistas esperam que fique entre os 50 e 70 milhões.

Seguem-se "Dunkirk", de Christopher Nolan, mas que é um épico da Segunda Guerra Mundial e enfrentará a competição de "Valerian e a Cidade dos Mil Planetas", de Luc Besson.

A comédia "Girls Trip", descrita como "A Melhor Despedida de Solteira" com um elenco de atrizes negras, o 'thriller' "Atomic Blonde" com Charlize Theron e James McAvoy, e a animação "Emoji: O Filme" também têm potencial, mas os analistas consideram que vão precisar de boas críticas para ganharem visibilidade e ultrapassarem a desconfiança dos espectadores.

Em agosto, os estúdios costumam estrear filmes de grande orçamento em que não têm tantas expectativas comerciais e a lista é liderada por "A Torre Negra", com Matthew McConaughey e Idris Elba. É o único título com potencial para agitar a sério as bilheteiras.

Hollywood espera ainda receitas decentes do filme de terror "Annabelle 2: A Criação do Mal", e das comédias "O Guarda-Costas e o Assassino", com Ryan Reynolds e Samuel L. Jackson, e "Sorte à Logan", de Steven Soderbergh, com Adam Driver, Daniel Craig e Channing Tatum.

Comentários