Artigo

Hollywood prepara «O Fugitivo» para o século XXI

O clássico de 1993 com Harrison Ford e Tommy Lee Jones foi um raro caso de sucesso de passagem da TV para o cinema. Outras adaptações conseguiram resultados pouco brilhantes.

Hollywood prepara uma nova versão de uma antiga nova versão.

De acordo com o sítio Deadline Hollywood, a Warner começou a desenvolver «O Fugitivo» encomendando um argumento a Christina Hodson, que escreveu o thriller «Shut In», atualmente em rodagem com Naomi Watts e Oliver Platt.

«O Fugitivo» começou por ser uma popular série exibida entre 1963 e 1967 antes de se tornar um dos raros casos de sucesso na passagem da TV para o cinema, numa produção com Harrison Ford e Tommy Lee Jones lançada em 1993.

Tanto a série como o filme tinham no centro da história Richard Kimble (David Janssen e Harrison Ford), um cirurgião acusado de assassinar a esposa que se coloca em fuga e tenta provar a sua inocência, deixando pistas sobre um suspeito apenas com um braço ao determinado polícia que o persegue, o tenente Philip Gerard (Barry Morse e Tommy Lee Jones).

O episódio final da série foi visto por quase metade da população americana com televisão na época, enquanto o filme, realizado por Andrew Davis, foi um gigantesco sucesso internacional, com 369 milhões de dólares contra um orçamento de 40 milhões.

O seu impacto artístico foi igualmente invulgar: foi nomeado para o Óscar de Melhor Filme ao lado de «A Lista de Schindler», o eventual vencedor, e ainda «Os Despojos do Dia», «Em Nome do Pai» e «O Piano».

Presente ainda em mais seis categorias, acabou por valer mesmo a Tommy Lee Jones o único Óscar da sua carreira, como melhor ator secundário.

A estrela surgiria depois como protagonista na sequela, «U.S. Marshals - A Perseguição» (1998), perseguindo Wesley Snipes com o apoio de Robert Downey Jr..

Não há informações sobre o envolvimento de Ford, presente em sequelas tanto de «Star Wars» como «Blade Runner», ou de Jones, mas o estúdio espera começar a produção em 2016 e naturalmente aposta na atualização do enredo para retirar vantagem de todos os meios tecnológicos inexistentes nos anos 90.

AS SÈRIES DE TV QUE FORAM PARAR AO CINEMA... E OS RESULTADOS

Comentários