Artigo

Imprensa britânica diz que Daniel Craig não voltará a ser James Bond

De acordo com o Daily Mail, Daniel Craig decidiu que não voltará a ser 007.

O ator britânico Daniel Craig, que interpretou James Bond quatro vezes desde 2006, decidiu que não voltará a ser 007, de acordo com o jornal britânico Daily Mail.

Escolhido em 2005 para suceder a Pierce Brosnan, o ator, de 48 anos, terá recusado uma oferta milionária do estúdio MGM de 68 milhões de libras (88,5 milhões de dólares) para interpretar 007 em dois novos filmes, informou o jornal britânico, citando uma fonte anónima.

Daniel Craig terá dito aos chefes do estúdio que interpretar James Bond de novo "não era o que ele queria", apesar da "enorme quantia de dinheiro" proposta, de acordo com a fonte.

Depois de filmar "007 - Spectre", o mais recente capítulo das aventuras do agente secreto de Sua Majestade, Daniel Craig "tinha dito a algumas pessoas que seria a sua última participação, mas o estúdio acreditava que poderia convencê-lo a continuar com um novo contrato".

As casas de apostas britânicas apostam agora num outro ator inglês, Tom Hiddleston, para substituir Daniel Craig, que interpretou 007 em "007: Casino Royale" (2006), "007: Quantum of Solace" (2008), "007: Skyfall" (2012) e "007: Spectre"(2015).

Tom Hiddleston, de 35 anos, foi visto na semana passada com Sam Mendes, realizador de "Skyfall" e "Spectre", e Barbara Broccoli, produtora dos filmes da saga.

No ano passado, Daniel Craig brincou, afirmando que preferia "cortar os pulsos" a interpretar 007 novamente.

Em novembro de 2012, pouco antes do lançamento nos Estados Unidos de "Skyfall", no qual interpretava 007 pela terceira vez, Daniel Craig disse à revista Rolling Stone que tinha pensado deixar o papel de James Bond logo após o primeiro filme.

Comentários