Artigo

Índia proíbe «As Cinquenta Sombras de Grey»

O país asiático tem uma tradição de censurar obras que possam romper a paz social e criar potenciais tensões.

A Índia proibiu a exibição do filme «As Cinquenta Sombras de Grey» nas salas de cinema.

A decisão do comité de censura, ali chamado «comité examinador», ainda pode ser alvo de recurso por parte da distribuidora do filme para um «comité de análise». Esta foi apenas a primeira de três fases, informou fonte conhecedora do processo.

A 3 de março, o comité de análise mandara também retirar a palavra «lésbica» e alterar outras quatro no filme de Bollywood «Dum Laga Ke Haisha».

A decisão surge no meio de uma polémica naquele país asiático após ter sido proibida na terça-feira a exibição de um documentário do canal BBC sobre o mediático caso da violação coletiva de uma jovem em Nova Deli em 2012, que viria a falecer pouco depois.

Um tribunal considerou que a reportagem continha declarações susceptíveis de provocar danos públicos que rompiam com a paz e criariam potenciais tensões. Na quinta-feira, foi bloqueada no YouTube para aquele país.

O sistema judicial da Índia inclui leis contra «discursos de ódio» para prevenir conflitos entre as suas comunidades religiosas e étnicas.

Comentários