Artigo

James Horner, compositor de «Titanic», morre em acidente de avião

Vencedor de dois Óscares e autor das bandas sonoras de filmes como «Titanic» ou «Braveheart», o compositor James Horner morreu esta segunda-feira aos 61 anos aos comandos do seu avião.

Mesmo que não se lhe conheça o nome, conhece-se certamente a música. James Horner foi um peso pesado de Hollywood e assinou bandas sonoras de filmes como «Uma Mente Brilhante», «Titanic», «Braveheart», «Campo de Sonhos» ou «Apollo 13». Morreu esta segunda-feira quando o seu avião se despenhou pelas 9h30, hora local (17h30, hora portuguesa), a cerca de 60 milhas de Santa Barbara, na Califórnia.

As primeiras notícias davam conta de que a pequena aeronave estava em seu nome, que apenas o piloto seguia a bordo e que tinha perdido a vida no acidente mas não havia confirmação de que Horner estivesse aos comandos do avião. A morte do compositor foi entretanto confirmada pela sua assistente Sylvia Patrycja na sua página de Facebook, anunciou o The Hollywood Reporter.

«Perdemos uma pessoa fantástica com um enorme coração e um talento inacreditável. Ele morreu a fazer aquilo que adorava», escreveu Patrycia.

Foi com o trabalho para o filme de James Cameron sobre a tragédia do navio mais célebre do mundo que recebeu dois prémios da Academia, pela banda sonora original e pela canção «My Heart Will Go On», celebrizada na voz de Celine Dion. A banda sonora de «Titanic» continua a ter, à data de hoje, o recorde da mais vendida de todos os tempos.

Ver artigo completo

Comentários