Artigo

Jane Campion presidirá ao júri do Festival de Cannes

A diretora neozelandesa Jane Campion, a única mulher a ter recebido uma Palma de Ouro, presidirá ao júri do 67º Festival de Cannes, que acontecerá entre os dias 14 e 25 de maio.

«É uma grande honra para mim ter sido eleita para presidir o júri. E, para dizer a verdade, estou muito ansiosa», declarou em comunicado a cineasta de 59 anos, que sucede no lugar a Steven Spielberg.

Jane Campion é um caso único na história do festival francês, tendo recebido duas Palmas de Ouro, a primeira em 1986 pela sua curta-metragem «Peel», quando ainda era uma desconhecida, e a segunda em 1993 pelo filme «O Piano».

A fita viria também a vencer o Óscar de Melhor Argumento e a sua protagonista, a atriz Holly Hunter, o prémio de interpretação no Festival de Cannes nos prémios da Academia.

Jane Campion também será a primeira realizadora a presidir o júri do Festival de Cannes.

As presidentes anteriores eram atrizes, como as francesas Isabelle Huppert em 2009 e Isabelle Adjani em 1997, embora a musa de Ingmar Bergman, a norueguesa Liv Ullmann, presidente em 2001, também tenha dirigido vários filmes.

Nascida numa família de artistas, Campion estudou antropologia e pintura antes de se dedicar ao cinema.

A cineasta conseguiu recentemente um grande sucesso comercial e também junto da crítica com a série de televisão «Top of the Lake», uma co-produção entre os Estados Unidos, a Austrália e a Grã-Bretanha, filmada na Nova Zelândia.

Comentários