Artigo

Joaquim de Almeida junta-se a filme de Sandra Bullock

«Our Brand Is Crisis» é produzido por George Clooney e pode vir a ser o mais importante da carreira do ator português.

Joaquim de Almeida obteve o principal papel masculino na comédia dramática «Our Brand Is Crisis», ao lado de Sandra Bullock.

O filme de David Gordon Green baseia-se num documentário de 2005 com o mesmo título de Rachel Boynton e retrata as estratégias políticas que foram utilizadas pelos EUA para eleger o ex-presidente da Bolívia, papel atribuído ao ator português.

Candidato pela segunda vez em 15 anos, ele é uma personalidade bizarra, fria e distante, sem qualquer contacto com o homem do povo (classe que despreza), e sofre de demência, doença que frequentemente o deixa confuso.

Bullock será «Calamity» Jane Bodine, uma consultora política reformada norte-americana chamada ao ativo neste projeto da produtora Smokehouse de George Clooney e Grant Heslov que junta um forte elenco secundário: Billy Bob Thornton, Anthony Mackie, Scoot McNairy, Zoe Kazan e Ann Dowd.

Este pode vir a ser o trabalho mais importante de Joaquim de Almeida para um grande estúdio de Hollywood, depois de filmes como «Perigo Imediato» (1994), onde enfrentava Harrison Ford, «Só Tu» (94), «Desperado» (95), «Atrás das Linhas do Inimigo» (01), «Longe da Terra Queimada» (08), «Che - Guerrilha» (08) e «Velocidade Furiosa 5» (2011), bem como a terceira temporada da série «24».

Comentários