Artigo

Kristen Stewart descreve Hollywood como «horrivelmente sexista»

Numa entrevista, a atriz criticou ainda as cenas de sexo em «Twilight» e descreveu a fama como «a pior coisa do mundo».

Numa entrevista à revista Harper's Bazaar, Kristen Stewart atacou o preconceito contra as mulheres da indústria cinematográfica, defendendo que estas são menorizadas em relação aos seus colegas masculinos.

«Inevitavelmente, as mulheres têm de trabalhar um pouco mais duro para serem ouvidas. Hollywood é horrivelmente sexista. É uma loucura. É tão ofensivo que é uma loucura».

Há menos de uma semana, a propósito da diferença de papéis interessantes para mulheres, também a britânica Carey Mulligan expressara em entrevista à Time Out o mesmo sentimento.

Stewart, que recentemente se tornou a primeira americana a ser distinguida com um César, os Óscares do cinema francês, pelo seu trabalho em «Clouds of Sils Maria» (ainda inédito em Portugal), revelou ainda a sua opinião sobre cenas de sexo, incluindo as que fez na saga «Twilight».

«Apenas as detesto quando são forçadas. É aí que são grotescamente desconfortáveis. Em «Twilight», tínhamos de fazer a cena de sexo mais épica de todos os tempos. Tinha de ser transcendente e do outro mundo, desumano, o melhor sexo que se possa imaginar. Nós ficávamos «Como é que é possível corresponder a essa expectativa?» Era uma agonia. O que é péssimo, porque queria que fosse tão bom».

A atriz, conhecida por lidar mal com a cultura do mediatismo na indústria do entretenimento, refletiu ainda sobre a popularidade.

«A fama é a pior coisa do mundo. Principalmente quando não existe uma razão. Tipo quando as pessoas dizem «Quero ser famoso». Porquê? Você não fez nada».

Ainda que em Outubro tenha declarado que se ia retirar durante algum tempo, Stewart assinou contrato para participar no próximo filme de Woody Allen e num drama histórico ao lado de Brendon Gleeson.

Comentários