Artigo

Leonardo DiCaprio anuncia pausa no cinema para se dedicar ao ambiente

O ator norte-americano Leonardo DiCaprio, que rodou três filmes em dois anos, vai fazer uma longa pausa para se concentrar na sua campanha ambientalista, disse o próprio numa entrevista publicada hoje pelo diário alemão Bild.

«Estou esgotado. Vou fazer uma pausa muito, muito longa. Em dois anos gravei três filmes», disse o ator, que fez filmes como o recente «Django Libertado» ou o histórico «Titanic».

O ator, que atualmente está a promover o filme de Quentin Tarantino «Django Libertado» , em que dá corpo um proprietário norte-americano esclavagista e cruel, acrescentou que gostaria de «melhorar um pouco o mundo» e que, por isso, quer «viajar para promover ações a favor do ambiente».

No final de 2012, Leonardo DiCaprio esteve envolvido na criação de um santuário marinho para proteger milhares de espécies no oceano Austral.

Na entrevista, falou ainda das suas credenciais pró-ambiente.

«O meu telhado está coberto por painéis solares. O meu carro é elétrico. Uma pessoa normal não conduz mais do que 50 quilómetros por dia e isso pode ser feito com uma tomada», disse.

Aos 38 anos, o ator assume que é «privilegiado» e garante que quer ajudar as pessoas para as quais «as coisas não correm assim tão bem».

Além de «Django Libertado», filme que conquistou no domingo dois Globos de Ouro, Di Caprio filmou também recentemente «O Grande Gatsby», dirigido por Baz Luhrmann, e «The Wolf of Wall Street», de Martin Scorsese.

Comentários