Artigo

«Linhas de Wellington» é o candidato português aos Óscares

O filme «Linhas de Wellington», da realizadora chilena Valeria Sarmiento, é o candidato de Portugal à nomeação ao Óscar de Melhor Filme Estrangeiro nos prémios norte-americanos de cinema, anunciou hoje a Academia Portuguesa de Cinema.

«Linhas de Wellington», produzido por Paulo Branco e rodado em Portugal, recria um episódio da História de Portugal, a terceira invasão francesa no começo do século XIX, quando o general Arthur Wellesley, duque de Wellington, liderou um exército anglo-português e utilizou uma linha de fortificações que protegia Lisboa - as Linhas de Torres Vedras.

Com argumento de Carlos Saboga, a longa-metragem é também um fresco social sobre aquela época, acompanhando, em vários momentos, histórias individuais de pessoas de diferentes estratos sociais, que se vão cruzando na narrativa, à medida que as tropas francesas tentam avançar no terreno.

O júri, que escolheu por maioria esta longa-metragem para a corrida aos Óscares de 2014, foi composto pela atriz Anabela Teixeira, pela produtora Pandora da Cunha Telles, pelo argumentista Possidónio Cachapa, pelo realizador Vicente Alves do Ó e pelos diretores de fotografia Luís Branquinho e Tony Costa.

«Uma produção de época muito conseguida fazendo-nos mergulhar no passado, conglomerando os mais diversos talentos numa obra de rasgo, profunda, ecléctica e transversal», afirma o júri na justificação da escolha do filme.

É uma produção em que «o cinema, a História e Portugal se encontram numa visão trágica da condição humana e da dura realidade da guerra que nos faz reflectir sobre os êxodos contemporâneos de países em guerra», sustentam.

O filme foi rodado em vários locais de Portugal, em particular na região de Torres Vedras. Além da longa-metragem, foi feita uma série de televisão.

Quando o filme foi apresentado em Lisboa, Paulo Branco afirmou que «Linhas de Wellington» eram um pouco «um épico, quase o nosso «Guerra e Paz»», e iria «chamar a atenção para um episódio histórico importantíssimo, desconhecido internacionalmente».

Do elenco fazem parte Nuno Lopes, Carloto Cotta, Victória Guerra, Albano Jerónimo, Soraia Chaves, Maria João Bastos, Afonso Pimentel, Joana de Verona e nomes internacionais como John Malkovich, Catherine Deneuve, Isabelle Huppert, Chiara Mastroianni e Michel Piccoli, além de cinco mil figurantes.

A edição de 2014 dos Óscares, os prémios de cinema atribuídos nos Estados Unidos, está marcada para o dia 02 de março e a cerimónia será conduzida pela apresentado Ellen DeGeneres.

Comentários