Artigo

Lisbon & Estoril Film Festival: Filme do dia: «The Postman's White Nights»

Um premiado filme que marca o regresso ao melhor plano de Andrey Konchalovskiy, o realizador de «O Tio Vânia», «Os Amantes de Maria» e «Comboio em Fuga».

As vidas dos habitantes de uma remota aldeia russa onde a única maneira de os aldeões alcançarem a costa é atravessando o lago de barco. Poucas pessoas lá vivem e todos se conhecem bem. Apesar de um pólo do porto, não muito longe dali, utilizar as mais avançadas tecnologias os aldeões vivem da mesma maneira que os seus antepassados o fizeram durante séculos. Apenas produzem aquilo de que precisam para a sua sobrevivência.

Um carteiro, homem que representa vagamente as autoridades locais e os serviços sociais, é a sua única ligação com o mundo exterior. Uma mulher na aldeia, por quem o carteiro está apaixonado, decide fugir e mudar-se para a cidade. Na mesma altura, o motor do barco do carteiro é roubado. Ele já não pode entregar o correio e a sua vida e a dos aldeões ficam viradas do avesso.

Após uma luta interna ele decide partir também para a cidade, mas cedo regressa, ainda que não consiga explicar porquê. Talvez porque lhe fazem falta os chinelos que ele estupidamente deixou em casa…

O argumento do filme é baseado em pessoas reais: os verdadeiros aldeões representam o seu próprio papel no filme. Demorou mais de um ano a descoberta da pessoa certa para o papel de protagonista, Timur Bondarenko.

«The Postman's White Nights», de Andrey Konchalovskiy, que venceu o Leão de Prata no Festival de Veneza, é exibido hoje, 15 de novembro, às 21h30, no cinema Monumental em Lisboa.

Comentários