Artigo

Meryl Streep cria laboratório de apoio a mulheres argumentistas

O Writers Lab foi anunciado no festival de cinema Tribeca e irá apoiar oito mulheres em Nova Iorque.

Meryl Streep fundou um laboratório para mulheres argumentistas com mais de 40 anos e deu um «significativo» apoio financeiro, foi anunciado durante um debate no Festival de Cinema de Tribeca, que se está a realizar em Nova Iorque.

Gerido pelo New York Women in Film and Television, uma associação que apoia a liderança feminina no cinema, televisão e meios digitais, e a IRIS, associação de mulheres cineastas, o Writers Lab é um programa de desenvolvimento de argumentos tem como fim aumentar as oportunidades para mulheres nessa área com mais de 40 anos.

Oito candidatas serão escolhidas entre todas as candidatas para o laboratório, que terá depois lugar num retiro a norte de Nova Iorque.

Entre as mentoras que vão participar estão a argumentista e realizadora Gina Prince-Bythewood («A Vida Secreta das Abelhas» e o ainda inédito «Beyond the Lights»), a produtora Caroline Kaplan («Boyhood - Momentos de Uma Vida») e as argumentistas Kirsten Smith («Legalmente Loira») e Jessica Bendinger («Tudo por Elas»).

Um estudo de 2014 mostrou que o número de mulheres argumentistas nos EUA desceu de 17% em 2009 para 15%, bem como significativas diferenças salariais.

Comentários