Artigo

Meryl Streep defende comentário polémico de Russell Crowe

Streep diz que os comentários do ator de «Gladiador» sobre os atrizes mais velhas foram mal interpretados, mas Jessica Chastain acha que ele falou do que não conhece.

Meryl Streep defendeu o ator Russell Crowe na controvérsia que estão a gerar os seus comentários sobre as atrizes mais velhas em Hollywood deverem aceitar a sua idade em vez de perseguirem papéis mais adequados a colegas mais novas.

Crowe, de 50 anos, gerou grande revolta «online» após surgirem citações de uma entrevista que deu à publicação australiana Women’s Weekly antes do Natal sobre «as mulheres que, aos 40, 45, 48, ainda querem interpretar o papel das meninas inocentes e não conseguem perceber por que razão não são escolhidas para personagens de 21 anos».

Streep, com 65 anos, diretamente citada pelo ator como um exemplo de uma atriz mais velha de sucesso que interpretou personagens «de idade apropriada», concorda com a estrela de «Gladiador».

«O caso sobre Russell Crowe, fico muito contente que me faça essa pergunta», comentou a atriz na conferência de imprensa que antecedeu a estreia britânica de «Caminhos da Floresta». «Li o que ele disse - tudo o que ele disse. Foi citado de forma inapropriada. Ele estava a falar dele mesmo».

«O jornalista perguntou-lhe «Porque é que não faz outro «Gladiador», porque toda a gente gostou [do filme]». Ele disse, «Sou demasiado velho. Não posso mais ser o Gladiador. Estou a fazer personagens que são apropriadas para a minha idade». E aí a conversa passou para as atrizes».

«Portanto, [as declarações] eram para demonstrar o ponto de vista, que ele estava a falar dele próprio, como fazem a maioria dos atores. À parte disso, concordo com ele. É bom viver na posição em que se está».

A atriz revelou ainda que recusou por três vezes ofertas para interpretar bruxas que chegaram ao fazer 40 anos, mas que estava contente por interpretar uma no musical de Rob Marshall porque sentiu que era «apropriado para a idade».

Por sua vez, Jessica Chastain sugeriu que Crowe continuou «a meter os pés pelas mãos» com os seus comentários. Durante a cerimónia dos prémios dos National Board of Review, recordou que «existem algumas atrizes incríveis nos seus cinquentas e sessentas que não estão a ter oportunidades nos filmes. E alguém dizer que existem muitos papéis para pessoas dessa idade... não é alguém que está a ir às salas de cinema».

Comentários