Artigo

Monty Python vão ser vistos ao vivo nos cinemas de Lisboa e Porto

O espetáculo «Monty Python Live (Mostly)» vai ser exibido em direto em salas de cinema de Lisboa e Porto, a partir da O2 Arena em Londres, a 20 de julho.

A rede de exibição cinematográfica UCI Cinemas assegurou os direitos de distribuição para Portugal do espectáculo «Monty Python Live (Mostly)», que terá lugar na noite de 20 de julho, a partir da O2 Arena, em Londres.

O espetáculo ao vivo «Monty Python Live (Mostly)» reunirá todos os elementos dos Monty Python vivos ( Graham Chapman faleceu em 1989), ou seja John Cleese, Terry Gilliam, Eric Idle, Terry Jones e Michael Palin, a primeira vez que tal sucede desde a mítica apresentação no Hollywood Bowl, a 15 de Setembro de 1980. É tal a antecipação pelo evento que os bilhetes, colocados à venda em 25 de novembro de 2013, esgotaram em 43 segundos, o que levou à marcação de mais cinco apresentações.

O «show», dirigido por Aubrey Powell e produzido por Fiz Oliver, vai ser emitido em direto para vários cinemas de toda a Europa. Em Portugal vai poder ser visto nas salas da UCI Cinemas El Corte Inglés Lisboa e UCI Arrábida 20 em Vila Nova de Gaia, estando já os bilhetes à venda.

Os Monty Python, que muitos consideram o mais importante agrupamento de sempre na história da comédia, prometeram recordar alguns dos melhores momentos da sua carreira, com um toque de modernidade e sem esquecer a idade avançada de cada um dos membros que, como os próprios recordaram, já soma os 357 anos.

Em comunicado divulgado pela UCI, o grupo fez a seguinte apresentação: «Graças ao maravilhoso invento do cinematógrafo, a última noite dos Monty Python nos ecrãs mais perto de si. Vão colocando na cabeça os panos de quatro nós e aqueçam os vossos motores cerebrais uma última vez, num dos 450 cinemas de todo o Reino Unido, ou dos 1500 de todo o mundo. Juntem-se à multidão que se reunirá na O2 Arena de Londres para esta lacrimogénea, desconcertante, tumultuosa e extravagante despedida dos cinco Python que restamos... antes que as nossas piadas decidam reformar-se. No grande ecrã e, nada mais nada menos, que em HD!».

Comentários