Artigo

Morreu a atriz e cantora espanhola Sara Montiel

A atriz e cantora espanhola Sara Montiel, uma das artistas de Espanha que teve mais projeção internacional, morreu hoje em Madrid aos 85 anos, de causas naturais, revelou a agência espanhola Efe.

Sara Montiel era o nome artístico de María Antonia Fernández, nascida em La Mancha e que se tornou numa «diva do cinema espanhol, ícone de sensualidade», como descreve a agência Efe.

A atriz, que apelidavam de «manchega universal», gravou mais de trinta discos e entrou em cerca de 50 filmes, onde contracenou, por exemplo, com Gary Cooper ou Burt Lancaster e se cruzou com Frank Sinatra e Marlon Brando, tornando-se numa das artistas de maior projeção internacional, muito antes do sucesso que o cinema espanhol viria a ter.

Até 1974, ano em que abandonou o cinema para se dedicar à música, Sara Montiel protagonizou, por exemplo, «Vera Cruz», «A Flecha Sagrada», «O Último Couplet» e «Cinco Almohadas para una Noche».

Várias vezes premiada e homenageada, Sara Montiel ficou conhecida na música por interpretar temas como «Fumando Espero», «Bésame mucho», «La Violetera» e «Amado mío».

Montiel foi casada quatro vezes, a primeira das quais com o realizador Anthony Mann, que a dirigiu no filme «Serenata», ao lado de Mario Lanza.

Comentários