Artigo

Morreu Vincenzo Cerami, argumentista de «A Vida é Bela»

O escritor, jornalista e argumentista italiano Vincenzo Cerami, autor, entre outras, de «A Vida é Bela», de Roberto Benigni, morreu esta quarta-feira, anunciou a imprensa italiana.

Cerami morreu aos 72 anós, vítima de doença prolongada, e era discípulo do cineasta Pier Paolo Pasolini, que o contratou como assistente aos 25 anos para o filme «Comizi d'amore», de 1964.

Além de «A Vida é Bela», outra das duas adaptações mais populares foi a do seu livro «Um burguês muito pequeno", que Mario Monicelli realizou em 1976 e foi protagonizada por Alberto Sordi.

Crítico de cinema, Cerami era casado e pai de dois filhos.

Comentários