Artigo

«Need for Speed» e a saga dos videojogos no cinema

Com «Need for Speed: O Filme» a chegar às salas de cinema de todo o mundo, recordamos as outras adaptações de video-jogos ao grande ecrã, num historial feito de muitos fracassos e alguns sucessos.

Embora o cinema oriental tenha um natural predomínio na adaptação de video-jogos ao cinema, até por via do cinema animado ( «Pokémon» é um dos principais exemplos), o cinema ocidental também tem tentado a sorte várias vezes nesse domínio. Os resultados têm sido praticamente nulos no que diz respeito à crítica, mas têm averbado um ou outro sucesso de culto entre alguns nichos de público.

A primeira fita norte-americana a adaptar um jogo de vídeo data de 1992: «Super Mario» adaptava de forma livre o jogo «Super Mario Bros» mas foi um «flop» de bilheteira. Foi um destino premonitório, que aguardou praticamente todas as outras tentativas subsequentes.

Duas delas, porém, conseguiram um notório sucesso entre alguma franja do público: «Resident Evil», com Milla Jovovich no papel principal, e «Lara Croft: Tomb Raider», com dois filmes protagonizados por Angelina Jolie.

Em termos de orçamento e ambição, a adaptação mais notória foi mesmo «O Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo», realizada por ( Mike Newell) e priotagonizada por ( Jake Gyllenhal, talvez aquela que, de todas, tenha recebido melhor acolhimento crítico.

Registe-se ainda que a Disney foi a responsável pelos dois melhores filmes de sempre sobre o universo dos video-jogos, mas que não adaptam nenhum título em concreto: o inovador «Tron» (1982), que teve uma sequela em 2010, e o animado «Força Ralph» (2011), que presta tributo a alguns dos maiores clássicos do género.

Comentários